Sociedade | 26-01-2022 10:00

Moradores da Barrosa preocupados com canalizações contendo amianto

Moradores da Barrosa preocupados com canalizações contendo amianto

Águas do Ribatejo diz que as condutas não estão a colocar em risco a qualidade da água e saúde dos habitantes da freguesia do concelho de Benavente. Moradores reclamam substituição das tubagens.

Alguns moradores da Barrosa, concelho de Benavente, estão preocupados com a qualidade da água que chega às suas torneiras, porque as tubagens são antigas e construídas com material contendo amianto. Estranham como é que a água ainda passe por tubagens feitas com um material potencialmente cancerígeno que pode pôr em risco a saúde pública.
A empresa intermunicipal Águas do Ribatejo, entidade responsável pelo abastecimento de água, alega que não tem na sua posse reclamações nem evidências da existência de condutas em fibrocimento, material contendo amianto, que estejam a colocar em risco a segurança e a qualidade do abastecimento na Barrosa. Em resposta a O MIRANTE, a empresa refere ainda que nas análises feitas em laboratório certificado, e que foram dadas a conhecer à Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), “não foi evidenciada qualquer anomalia”.
A preocupação dos moradores foi colocada em reunião do executivo camarário pela voz do morador na freguesia da Barrosa, João Matos, que disse não entender como é que a população ainda bebe água que “passa em condutas de amianto”, que já teve a oportunidade de ver de perto e fotografar. João Matos, que se fez acompanhar por mais moradores, entende que as condutas deviam ser substituídas.

ERSAR diz que não há risco para a saúde

A ERSAR refere na sua página na Internet que “as condutas em fibrocimento com amianto já instaladas nas redes de distribuição não representam um risco para a saúde humana, não havendo necessidade de promover a sua substituição apenas por conterem amianto na sua composição”.
Para as condutas em fibrocimento, tal como para a maioria dos outros materiais, sublinha a ERSAR, a entidade gestora deve garantir as condições adequadas à sua utilização, manutenção e limpeza, por forma a prevenir rupturas e eventual contaminação da água.
O fibrocimento, recorde-se, foi bastante utilizado nas redes de abastecimento de água para consumo humano em Portugal e também nas redes de saneamento de águas residuais durante várias décadas. Actualmente, os materiais contendo amianto já não são aplicados, tendo sido proibido o seu fabrico e comercialização como medida de prevenção para a saúde dos trabalhadores com risco de inalação de amianto nos  locais de trabalho.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo