Sociedade | 19-09-2022 18:00

Gado à solta em Secorio destrói culturas de pequenos agricultores

Horta de António Guedes foi dizimada pelos animais

Animais escapam-se da exploração onde pastam para se alimentar de tudo o que encontram nas hortas. Conflito entre pequenos agricultores lesados e o ganadeiro da exploração dura há cinco anos.

Em Secorio, no concelho de Santarém, os pequenos agricultores vivem em constante sobressalto desde que uma manada com mais de 400 cabeças que pasta nas redondezas desbravou caminho até às suas hortas. Alimentam-se da fruta e dos hortícolas que encontram deixando para trás um rasto de destruição. O problema arrasta-se há cinco anos e, apesar das queixas na GNR, o proprietário da manada nada faz para impedir a passagem dos animais para terrenos vizinhos.
A pequena horta de António Guedes, que cultiva para ajudar ao sustento da família, voltou a ser destruída quase por completo. Pouco mais ficou que meia dúzia de tomates e melões depois de alguns animais a terem visitado por três vezes. Na última incursão dos bovinos, na quinta-feira, 8 de Setembro, alimentaram-se das melancias e do resto das couves. “Ando desesperado, já não sei o que fazer. Tenho uma pequena reforma e esta horta era uma grande ajuda”, diz o morador, de 67 anos.
Segundo António Guedes, este comportamento dos animais dá-se porque, muito provavelmente, não têm do que se alimentar a não ser do pasto que este Verão foi de fraca qualidade devido à seca. “Se estivessem bem alimentadas não andavam a destruir as nossas hortas”, atira, lamentando que o proprietário da exploração de gado tenha conhecimento do prejuízo que causa a vários agricultores que produzem para consumo próprio e nada faça.
Há cerca de um ano este assunto também foi notícia em O MIRANTE e, na altura, o dono do gado, Manuel João Correia, que também é proprietário da ganadaria de gado bravo Mata o Demo, garantiu que estaria disponível para assumir os prejuízos e que já tinham sido postas cancelas para impedir a passagem dos animais. Apoios aos prejuízos, garante por sua vez António Guedes, nunca chegaram e quanto à vedação “é o que se vê”. O MIRANTE voltou a contactar o ganadeiro, mas sem sucesso até à data de fecho desta edição.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo