Sociedade | 22-09-2022 15:28

Filstone despede meia centena de pessoas e vive dificuldades financeiras  

Ricardo Jorge (à esquerda de Frederico Varandas) é adminstrador da Filstone, um dos principais patrocinadores do Sporting Clube de Portugal – Foto Sporting CP

Empresa que explora a maior pedreira de Fátima está a atravessar dificuldades financeiras devido ao encerramento do mercado chinês. Pelo menos meia centena de pessoas foram despedidas da Filstone.

A Filstone – Comércio de Rochas S.A, realizou um despedimento colectivo de mais de meia centena de pessoas, segundo O MIRANTE apurou junto de um ex-funcionário da empresa exploradora da maior pedreira de Fátima, situada em Casal Farto. 

São várias as razões que levaram a empresa a despedir os funcionários, mas a principal prende-se com o fecho do mercado chinês e a diminuição da exportação do produto. A empresa fundada por Ricardo Jorge, que também é o seu administrador, comprou uma nova pedreira em Julho de 2021, em Alpalhão, no concelho de Nisa, investimento que será outras das razões para o actual desequilíbrio financeiro da Filstone.  

Recorde-se que a Filstone é um dos principais patrocinadores do Sporting Clube de Portugal, tendo também inaugurado, em plena pandemia, o primeiro Filstone Center, em Yunfu, reforçando a presença dos seus materiais na China. Todos estes investimentos não tinham em conta as consequências da guerra na Ucrânia e colocam a empresa em sérias dificuldades financeiras.  

Artigo desenvolvido na próxima edição impressa de O MIRANTE. 

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1652
    21-02-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo