Sociedade | 23-09-2022 11:59

Câmara de Alpiarça ajuda jovens timorenses que ficaram desalojados

Jovens trabalhavam na agricultura e perderam o emprego que tinham.

Dezasseis jovens timorenses, que estavam a viver em Alpiarça e trabalhavam na agricultura foram desalojados de um momento para o outro tendo ficado sem casa para dormir. A informação foi dada pela presidente da Câmara de Alpiarça, a socialista Sónia Sanfona, na reunião de câmara de quinta-feira, 22 de Setembro, e explicou que o caso aconteceu a 19 de Setembro. “Estes jovens estavam empregados com contrato de trabalho. De um momento para o outro foram despedidos, ficaram sem dinheiro para pagar a renda de casa e alguns até ficaram sem o passaporte. Toda esta situação passou-se num circuito muito pouco transparente. A nossa principal preocupação foi encontrar um abrigo para estas pessoas”, explicou Sónia Sanfona.

A autarca referiu que, em parceria com os bombeiros locais e a Sociedade Filarmónica Alpiarcense, conseguiram colocar uns colchões no salão do edifício onde está o quartel dos bombeiros e a sede da colectividade. Além de dormida, os jovens tinham acesso aos balneários dos bombeiros. O município pediu a colaboração das duas Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho, a Arpica e a Fundação José Relvas, que forneceram os almoços e jantares.

“Inscrevemos estes jovens no Centro de Emprego que ficaram com a situação regularizada para poderem encontrar trabalho”, sublinhou a presidente. Sónia Sanfona informou ainda que os jovens já não estão na vila tendo rumado a outros pontos do país onde encontraram emprego. “Este caso é um exemplo de que, em conjunto, é possível ajudar pessoas a ultrapassarem as suas dificuldades”, concluiu a autarca.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo