Sociedade | 25-09-2022 14:18

Acordo fechado para construção da nova Casa do Benfica em Santarém 

Acordo fechado para construção da nova Casa do Benfica em Santarém 

Projecto vai ser edificado nas cafetarias devolutas do Jardim da Liberdade, que vão ser cedidas gratuitamente pelo município.

A Câmara de Santarém e o Sport Lisboa e Benfica já acertaram os termos do protocolo que vai permitir a há muito falada construção da nova Casa do Benfica em Santarém, nas cafetarias devolutas do Jardim da Liberdade, que vão ser cedidas gratuitamente ao clube pelo município.  

A informação foi deixada pelo presidente das Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves (PSD), durante a sessão da assembleia municipal realizada na sexta-feira, 23 de Setembro. O autarca disse que durante essa semana os protocolos entre as duas entidades ficaram fechados e serão assinados em breve. O presidente da câmara respondia ao eleito do PS José Magalhães, que manifestou a sua estranheza por o assunto ter desaparecido do debate político, criticou o arrastar do processo e disse ser altura de “exigir respostas do outro lado”. 

O processo arrasta-se há quatro anos, com os sucessivos prazos anunciados pelo SL Benfica para inauguração do equipamento a não serem cumpridos. Recorde-se que no final de 2018 a Câmara de Santarém deliberou a desafectação do domínio público para o domínio privado do município das cafetarias do Jardim da Liberdade, em Santarém, com a finalidade de as ceder ao Benfica, o que suscitou polémica.  

Tratou-se de um passo administrativo necessário ao desenvolvimento do processo, mas alguns deputados municipais insistiram sobre a necessidade dessa transição e quiseram saber mais alguns contornos do negócio. Um grupo de cidadãos também tomou posição, criticando a cedência ao clube da águia daquele património municipal numa zona nobre da cidade, defendendo outra localização. 

SLB justificou atraso com pandemia e eleições  

A pandemia e as eleições no SL Benfica foram justificações avançadas pelo clube para o arrastar do processo. Nos últimos três anos foram várias as datas avançadas, quer para o início das obras quer para a inauguração do novo espaço, que nunca foram cumpridas. As obras têm uma duração prevista de três a quatro meses e um investimento que, pela última estimativa apontada, rondava um milhão de euros – mais 600 mil euros que o inicialmente previsto dadas as alterações feitas ao projecto e ao estado “bastante degradado” em que se encontram as antigas cafetarias do Jardim da Liberdade, referiu na altura o director do departamento das Casas do Benfica, Jorge Jacinto. 

O projecto piloto das novas Casas do Benfica, que arrancará em Santarém, terá diversas valências para além de serviços e uma loja ligados ao clube. Prevê-se também que tenha um restaurante. Estima-se que sejam criados cerca de 40 postos de trabalho. 

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo