Sociedade | 29-09-2022 18:00

Foi com 20 euros no bolso para Inglaterra e já é chefe numa empresa  

Jorge Ribeiro deixou a Póvoa de Santarém para emigrar para Inglaterra onde vive há cerca de cinco anos. fotoDR

Jorge Ribeiro é um exemplo de trabalho e sacrifício na procura de uma vida melhor. Foi da Póvoa de Santarém para Inglaterra para poder dar melhores condições de vida à sua filha Aline.

Jorge Ribeiro tem 33 anos, nasceu em Sacavém, mas veio viver para a Póvoa de Santarém, terra onde nasceu grande parte da sua família, aos 17 anos. Recorda-se de pensar que ia dar um passo atrás na vivência da sua adolescência, mas passado pouco tempo compreendeu a decisão dos pais em quererem viver num ambiente rural e que lhes proporcionasse um estilo de vida mais tranquilo.  

Optou por não seguir o ensino superior e, dos 18 aos 25 anos, trabalhou em diversas áreas, nomeadamente no sector vinícola e como operário fabril. Antes de emigrar para Inglaterra, Jorge Ribeiro ainda trabalhou alguns meses na construção de linhas ferroviárias. 

Foi nessa altura que, numa conversa de brincadeira com um amigo que é emigrante em Inglaterra, surgiu a possibilidade de partir para uma nova aventura. Em poucas horas conseguiu arranjar emprego como auxiliar numa empresa de reciclagem e o amigo convidou-o para viver com ele enquanto não arranjava o seu próprio espaço. A empresa pagou-lhe a passagem de avião e, na verdade, não podia ser de outra forma. “Nessa altura só tinha 20 euros no bolso, o dinheiro com que viajei. Tudo me pareceu bom de mais para ser verdade. Caso algo corresse mal tinha de procurar o consulado mais perto”, conta a O MIRANTE, com um sorriso no rosto.  

*Leia a reportagem completa na edição semanal em papel desta quinta-feira, 29 de Setembro

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1589
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1589
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo