Sociedade | 04-10-2022 09:55

<strong>Alcanena e Ourém defendem aeroporto em Santarém</strong>

aeroporto

A localização do novo aeroporto no concelho de Santarém foi alvo de moções favoráveis por parte das Câmaras de Alcanena e Ourém nas respectivas reuniões de executivo, que decorreram na tarde desta segunda-feira, 3 de Outubro.

A escolha de Santarém como uma das localizações a estudar pela futura comissão técnica para o novo aeroporto de Lisboa continua a reunir apoios na região. Desta feita, foram as câmaras municipais de Alcanena e Ourém a manifestar-se em prol da eventual construção da infra-estrutura no concelho de Santarém nas respectivas reuniões de executivo, que decorreram nesta segunda-feira, 3 de Outubro.

Os executivos dos dois municípios aprovaram por unanimidade moções de confiança à possibilidade de Santarém ser o local eleito para acolher o novo aeroporto. Em ambos os casos, os presidentes de Câmara – Rui Anastácio (PSD), em Alcanena, e Luís Albuquerque (PSD), em Ourém, – explicaram que a defesa de Santarém vem no seguimento da posição favorável assumida pela Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo relativamente a esta solução, depois de uma reunião com os promotores do projecto na semana passada.

Segundo Rui Anastácio, a possível localização do novo aeroporto em Santarém terá um “impacto directo” em Alcanena, constituindo-se como uma “oportunidade única” para o desenvolvimento do concelho e da região.

Uma opinião partilhada pelo seu homólogo oureense, Luís Albuquerque, que se congratulou pelo que entende ser um “investimento estratégico” para a região e a opção que “melhor serve os interesses” de Ourém e, mais concretamente, de Fátima, que todos os anos recebe milhões de turistas.

Para ambos os autarcas, o projecto que envolve Santarém tem “pernas para andar” e é uma possibilidade cada vez mais real, face às condições ímpares de acessibilidade ao novo aeroporto, a poucos quilómetros de autoestradas como a A1, A23, A15, A10 e A13 e da ligação ferroviária com a linha do Norte. Rui Anastácio e Luís Albuquerque chamaram ainda a atenção para a capacidade de expansão da infra-estrutura, que, no futuro, pode chegar a três pistas para estar apta a receber 100 milhões de passageiros.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo