Sociedade | 12-11-2022 18:00

Estuário do Tejo pode chegar aos 100 mil utentes sem médico de família

Cerca de uma centena de pessoas marcou presença no protesto realizado em frente ao Centro de Saúde de Alverca do Ribatejo

Situação é grave e utentes juntaram-se à porta do Centro de Saúde de Alverca em protesto. Governo não tem resposta e por isso as comissões de utentes anunciaram novo protesto para 6 de Dezembro, em frente à Câmara Municipal de Vila Franca de Xira.

O problema da falta de médicos de família nos cinco concelhos servidos pelo Agrupamento de Centros de Saúde do Estuário do Tejo (ACES) está a agravar-se, com um aumento dos pedidos de reforma de vários clínicos ao serviço e a situação pode deixar até cem mil pessoas sem médico de família já a partir do próximo ano.
As comissões de utentes da região temem um Inverno difícil e um futuro incerto e por isso prometeram endurecer os protestos. Os concelhos de Azambuja – onde há apenas um médico para toda a comunidade – Alenquer e Vila Franca de Xira são os mais afectados. O Centro de Saúde de Alhandra, que dá resposta a 12 mil utentes, vai ficar reduzido a um médico, o mesmo acontece com as unidades do Bom Sucesso e Forte da Casa, também no concelho de Vila Franca de Xira. O Centro de Saúde da Póvoa de Santa Iria tem vários médicos ao serviço mas não estão a conseguir dar resposta aos utentes de Benavente, Azambuja e do próprio concelho de Vila Franca de Xira que estão a ser encaminhados para lá.
A CDU de VFX estima que mais de 50 mil pessoas no concelho já não têm médico atribuído e são obrigadas a recorrer a consultas de recurso e a esperas à porta dos centros de saúde que, em alguns casos, como na Póvoa de Santa Iria, podem ser superiores a sete horas. David Pato Ferreira, da coligação Nova Geração (PSD/PPM/MPT) garante que dentro de semanas os números no concelho vilafranquense vão escalar para os 72 mil utentes sem médico e apela a soluções urgentes do Governo.

Utentes pedem mais respeito
A Comissão de Utentes do Centro de Saúde do Bom Sucesso e Arcena e a Comissão de Utentes do Centro de Saúde de Alverca reivindicaram na sexta-feira, 4 de Novembro, mais médicos de família, melhores condições de atendimento nas unidades da freguesia e respeito pela saúde. Anunciaram também para dia 6 de Dezembro uma vigília de protesto à porta da Câmara de Vila Franca de Xira.
Num protesto realizado em frente ao Centro de Saúde de Alverca, onde está sediado o ACES do Estuário do Tejo, uma centena de utentes lamentou a resposta cada vez mais precária dos centros de saúde. Os utentes relataram um cenário caótico e degradante dos serviços de saúde, longas filas de espera, falta de acesso a receitas médicas, a incerteza na obtenção de consultas e a perda de médicos. Maria Pinto, da Comissão de Utentes do Centro de Saúde do Bom Sucesso e Arcena, fez a O MIRANTE um balanço positivo da acção de protesto. “Vamos continuar a lutar por um direito que é nosso. Fico muito contente por termos tanta gente junta e pronta para lutar”, afirmou.
O presidente do Conselho Directivo da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), Luís Pisco, já tinha alertado recentemente, em declarações a O MIRANTE, que a situação só deverá começar a melhorar daqui a dois ou três anos, no melhor dos cenários.

Prestação de serviços para manter USF do Forte a funcionar

O reforço do quadro de médicos de Medicina Geral e Familiar nos cuidados de saúde primários é uma prioridade para o Governo. A garantia foi dada pelo Ministério da Saúde aos deputados do Bloco de Esquerda no Parlamento que questionaram sobre os problemas sentidos pelos utentes da Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa. O Governo lembra que do concurso para colocação de quatro médicos na Póvoa três foram admitidos, proporcionando médico de família a 8.900 utentes, e prevê para breve novo concurso para reforçar o quadro de médicos. Segundo o Governo o ACES vai também tentar manter a USF do Forte da Casa em funcionamento através da contratação de uma prestação de serviços médicos de forma transitória.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo