Sociedade | 14-11-2022 12:00

Pedidos de ajuda na Póvoa e Forte da Casa duplicaram nos últimos meses

Pedidos de ajuda na Póvoa e Forte da Casa duplicaram nos últimos meses
Loja Social da ADRA no Forte da Casa vai permitir à associação ajudar mais famílias

Depois de dois anos à procura de um novo espaço para a delegação da Póvoa de Santa Iria, a Associação Adventista para o Desenvolvimento, Recursos e Assistência conseguiu, com a ajuda da junta de freguesia, voltar a ajudar os mais carenciados com mais organização e qualidade.

Os pedidos de ajuda social, sobretudo comida e roupas, na Associação Adventista para o Desenvolvimento, Recursos e Assistência (ADRA) da Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa duplicaram desde que a guerra começou e os dirigentes estão receosos quanto ao futuro. As preocupações foram transmitidas a O MIRANTE no domingo, 6 de Novembro, à margem da inauguração da nova loja social da associação no mercado do Forte da Casa, cedido pela junta de freguesia.
“O número de pedidos duplicou desde o início da guerra na Ucrânia, com os preços a subirem astronomicamente e as famílias a ficarem sem saber o que fazer. Com este espaço podemos receber mais roupa, dividir e separá-la e no outro espaço focamo-nos só no apoio alimentar”, explica Lisley Filipe, dirigente da ADRA. A associação tinha um espaço próprio num centro comercial da Póvoa de Santa Iria mas o elevado preço da renda e os problemas que advieram com a pandemia forçaram o núcleo povoense da associação a abandonar o espaço e ocupar outras instalações numa igreja adventista.
A ADRA apoia actualmente meia centena de famílias da Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa com comida, roupa e brinquedos. Lisley Filipe conta a O MIRANTE que com os problemas financeiros e sociais a crescer as dimensões do espaço na Póvoa estavam a tornar-se insuficientes para armazenar a comida e roupas necessárias para o número de pedidos que recebiam diariamente. A ADRA é uma das associações com assento no Conselho Local de Acção Social (CLAS) de Vila Franca de Xira.
“Queremos ajudar o máximo que podermos, seja com roupa, mobília, comida. A ajuda e caridade serão sempre bem-vindas”, garante Lisley Filipe, lembrando que o foco da associação é ajudar o próximo sem esperar qualquer tipo de recompensa. Na abertura da nova loja social esteve a presidente da União de Freguesias da Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa, Ana Cristina Pereira, a directora executiva da ADRA Portugal, Carmen Maciel, e duas dezenas de voluntários da associação.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo