Sociedade | 16-11-2022 21:00

Grémio Dramático Povoense tem sangue novo na direcção

Grémio Dramático Povoense tem sangue novo na direcção
Daniel Gonçalves é o novo presidente do Grémio Dramático Povoense e Marta Santos integra a direcção da colectividade

Daniel Gonçalves tem 23 anos e é o novo rosto da colectividade de Póvoa de Santa Iria que se quer aproximar ainda mais da comunidade. Dirigentes organizaram uma festa no Dia das Bruxas para atrair os mais jovens e a iniciativa foi um sucesso.

O Grémio Dramático Povoense tem novos dirigentes desde Julho que querem continuar a aproximar a colectividade da comunidade e a realização de uma festa do Dia das Bruxas, a 31 de Outubro, foi um dos seus primeiros projectos. O balanço foi positivo com uma grande resposta dos moradores da cidade.
Além de cativar os jovens e trazê-los para a associação, angariar verbas para a colectividade é outro dos objectivos da direcção liderada pelo jovem Daniel Gonçalves, de 23 anos. A acabar o mestrado em Engenharia Informática e a trabalhar com a associação Inspiring Future, o amante de filmes de terror está há vários anos ligado ao Grémio e não hesitou quando lhe lançaram o desafio de ser o presidente. Confessa que a resposta da comunidade à festa do Dia das Bruxas superou as expectativas e o salão encheu-se de pessoas madrugada dentro.
O sucesso da iniciativa indica que será algo a repetir no futuro, garante o jovem dirigente. Habituado a celebrar o Dia das Bruxas de maneira diferente, revela que organizar e trabalhar durante a celebração enquanto outros se divertem foi uma experiência diferente que trouxe bons momentos de aprendizagem.
Alhos contra os vampiros
Se há remédio santo para prevenir ataques de vampiros são os alhos e por isso João Pinheiro não quis facilitar e muniu-se de um colar de alhos ao pescoço enquanto servia bifanas a quem estava na festa. No limite, se não servisse para afastar males maiores, ao menos dava para os temperos. João Pinheiro, um dos membros do grupo de teatro do Grémio, não deixou que a idade avançada o travasse e quis ajudar a jovem direcção dando o exemplo. “Queremos é que as pessoas venham ter connosco e que os jovens nos conheçam por isso é que fizemos esta festa. Não me importo de estar aqui, mas já estou a ficar velho para este tipo de coisas”, brinca.
Para Marta Santos, de 21 anos e membro da direcção, que esteve encarregue da zona do bar, a tradição do português Pão por Deus não está presente na sua vida, mas revela que todos os anos gosta de se mascarar e festejar o Dia das Bruxas. Por isso confessa que estar a trabalhar enquanto os outros se divertem a faz sentir triste mas garante que o faz de coração cheio pela associação e pela equipa. Já Cristina Monteiro, 55 anos, tesoureira da associação, e Telma Antunes, do conselho fiscal, dizem que as celebrações do Dia das Bruxas não fazem parte das suas tradições, mas pela diversão e pela associação não se importam de participar.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Médio Tejo