Sociedade | 16-11-2022 12:00

Reduto militar do Forte da Casa é desconhecido da população

Reduto militar do Forte da Casa é desconhecido da população
Forte 38 das Linhas de Torres no Forte da Casa reviveu a glória de outros tempos

O Forte da Casa deve o seu nome ao reduto militar ali construído no tempo das invasões francesas e que fazia parte das Linhas de Torres. Mas, como santos da casa não fazem milagres, boa parte da população ignora a ligação do Forte 38 à vila e a um período importante do nosso percurso enquanto país. Recriação histórica ajudou a divulgar o monumento.

O Forte 38, situado no centro da vila e que está na origem do nome do Forte da Casa, precisa de mais divulgação e de aproximar a sua história à comunidade, não apenas em alguns momentos do calendário mas durante todo o ano. A opinião é de vários moradores que estiveram presentes na recriação histórica “Dias de Guerra, a luta de um povo para defender a sua terra”, alusiva às invasões francesas, que meteu centenas de pessoas nas ruas a contactar de perto com aquele património histórico.
Lucinda Valentim, moradora da Póvoa de Santa Iria, apesar de passar inúmeras vezes perto do local no seu dia-a-dia admite não conhecer o Forte 38 e a sua história. Defende que é preciso continuar a apostar na educação da comunidade e dar a conhecer o que faz parte da história da vila. “Gosto muito destas coisas e não conhecia. Passo aqui tantas vezes e nunca me tinha apercebido do que havia neste espaço”, nota.  
Também João Monjardino e Maria João Barradas, da Associação Armas da História, concordam com a importância das comunidades conhecerem o que as rodeia, de como foram construídas as sociedades e o que marcou a história das regiões. “É importante recordarmos a história do património e o nosso objectivo é mostrar à comunidade e às crianças como é que as coisas eram noutros tempos”, explica João Monjardino enquanto veste o casaco da farda de militar.
A associação recriou o dia a dia num acampamento militar da altura das invasões francesas e comidas, tendas, medicamentos artesanais e armas de madeira foram algumas das coisas que estavam expostas. Mas quem visitou a iniciativa teve também a oportunidade de vivenciar alguns exercícios militares. “O nosso objectivo foi fazermos a recriação de um acampamento militar da maneira mais fiel possível. Convidámos as pessoas a participar nos movimentos de ordem unida e a fazer um pequeno treino militar”, acrescenta Maria João.  

Roteiro histórico para promover fortes
Património secular testemunha de tempos de batalhas sangrentas, o forte nem sempre tem sido dinamizado, facto que já levou a reparos dos vereadores da coligação Nova Geração (PSD/PPM/MPT) na Câmara de Vila Franca de Xira e também de vários eleitos da CDU na assembleia de freguesia. O espaço em redor do forte foi requalificado nos últimos anos.
Para ajudar a tentar combater esse aparente marasmo na promoção do Forte 38, a presidente da União de Freguesias da Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa, Ana Cristina Pereira, lembra que está em curso o lançamento de um roteiro histórico com todos os fortes da freguesia e que isso será mais uma oportunidade para os visitantes poderem conhecer o património histórico da região. “Esta iniciativa foi uma forma de dar a conhecer à nossa população a história das Linhas de Torres, do nosso concelho e da nossa freguesia. A intenção é dinamizar e trazer as pessoas de uma forma lúdica para se divertirem”, explica a O MIRANTE.  
Durante todo o dia foram vários os momentos de entretenimento e animação dinamizados pelo grupo de animação temática da Póvoa de Santa Iria, os Black Raven, com as apresentações do grupo de teatro Gruta Forte e com as recriações de um acampamento militar e com demonstrações da vida militar da altura da Associação Armas da História. As barraquinhas de artesanato e as barraquinhas de comes e bebes também não faltaram.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo