Sociedade | 16-11-2022 10:00

Zona ribeirinha da Póvoa está mal aproveitada

Zona ribeirinha da Póvoa está mal aproveitada
Cedência das instalações da secção náutica da Póvoa de Santa Iria ao Povoense teve lugar em Setembro de 2018. FOTO CM Vila Franca de Xira

Câmara de Vila Franca e Xira não está satisfeita com o aproveitamento que o Povoense tem feito do clube náutico e pretende avançar com um projecto para dar mais dinâmica à zona ribeirinha da Póvoa de Santa Iria.

A Câmara de Vila Franca de Xira não está satisfeita com o trabalho que o União Atlético Povoense (UAP) tem desenvolvido no clube náutico da Póvoa de Santa Iria, que está cedido pelo município ao clube, e por isso a autarquia pretende avançar com um projecto para o local. A informação foi avançada na última reunião pública de câmara pelo vereador com o pelouro do Desporto, João Pedro Baião, depois de questionado por Ana Afonso, vereadora da coligação Nova Geração (PSD/PPM/MPT), sobre o assunto.
A coligação liderada pelo PSD tem lamentado a falta de maior dinamização do espaço e de iniciativas que aproximem a comunidade do Tejo. “Existe um protocolo de dinamização assinado em Setembro de 2018 entre a câmara e a secção náutica do clube mas ainda não houve qualquer actividade ou dinamização daquele espaço. A presidente da junta também já veio confirmar que o Povoense não tem dado resposta às solicitações”, criticou.
A câmara explica já ter reunido por diversas vezes com a associação para tentar encontrar uma solução para o impasse mas ainda sem sucesso. Em Maio ficou combinado, segundo João Pedro Baião, o clube apresentar uma proposta de revitalização do espaço tendo consciência que não estava a correr bem o protocolo que foi assinado com a câmara ainda no tempo em que Alberto Mesquita era presidente.
“Foi dado até Outubro para que o plano tivesse algum efeito. Entretanto já reunimos com a associação para fazer um balanço e não é de todo o que se esperava. Por isso vai a câmara fazer um projecto para o local e a seu tempo daremos essa informação. A revitalização daquele espaço será feita”, assegurou o autarca.

Protocolo assinado há quatro anos
A 22 de Setembro de 2018, recorde-se, foi assinado no Parque Urbano Moinhos da Póvoa o protocolo entre a câmara e o Povoense, relativa à cedência do edifício do clube náutico em regime de comodato e da gestão dos equipamentos associados, para o desenvolvimento de actividades náuticas naquele espaço. O objectivo era permitir a dinamização de uma secção náutica no UAP, “potenciando as actividades náuticas na zona sul do concelho”, escrevia o município.
A cedência foi realizada dois meses depois da inauguração daquele parque urbano e da ciclovia do Tejo que une o território ao vizinho concelho de Loures. O novo parque, entre outras valências, tem condições de excelência para a prática de canoagem e remo de iniciação, existindo para o efeito dois tanques de maré que, entre outros equipamentos destinados às actividades náuticas, passaram a estar sob gestão do Povoense.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo