Sociedade | 17-11-2022 12:00

Maria do Rosário Partidário vai coordenar comissão técnica para o aeroporto

Maria do Rosário Partidário vai coordenar comissão técnica para o aeroporto
Maria do Rosário Partidário vai coordenar comissão técnica para o aeroporto

Nome da professora catedrática Maria do Rosário Partidário foi proposto ao Governo pelos presidentes do Conselho Superior de Obras Públicas, do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável e do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas.

O Governo recebeu na quinta-feira, 10 de Novembro, a proposta de nomeação da professora catedrática Maria do Rosário Partidário para desempenhar as funções de coordenadora-geral da Comissão Técnica Independente para o novo aeroporto da região de Lisboa. A informação consta de um comunicado divulgado pelo gabinete do primeiro-ministro, António Costa.
“O primeiro-ministro e o ministro das Infraestruturas e Habitação [Pedro Nuno Santos] receberam o presidente do Conselho Superior de Obras Públicas (CSOP), Carlos Mineiro Aires, o presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (CNADS), Filipe Duarte Santos, e o presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), António de Sousa Pereira”, refere-se na nota, em que se acrescenta que foi proposto o nome de Maria do Rosário Partidário.
Nos termos da Resolução do Conselho de Ministros de Outubro “determina-se que a comissão técnica é dirigida por um coordenador-geral, designado pelo primeiro-ministro, sob proposta conjunta do presidente do Conselho Superior de Obras Públicas, do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável e do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, no prazo de 30 dias contados da data de publicação da presente resolução”.
Este elenco apresentou “a proposta de nomeação da senhora professora engenheira Maria do Rosário Partidário, professora catedrática do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, para Coordenadora-Geral da Comissão Técnica Independente, que avaliará as opções estratégicas para aumentar a capacidade aeroportuária da região de Lisboa e coordenará e realizará a Avaliação Ambiental Estratégica” nos termos previstos no decreto-lei de 15 de Junho.

Santarém entre as opções a avaliar
A comissão técnica que irá levar a cabo a avaliação ambiental estratégica para o novo aeroporto de Lisboa vai estudar cinco soluções, podendo ainda propor mais, caso entenda. Em causa, está a solução em que o aeroporto Humberto Delgado fica como aeroporto principal e Montijo como complementar; uma segunda em que o Montijo adquire progressivamente o estatuto de principal e Humberto Delgado de complementar; uma terceira em que a chamada opção Alcochete (boa parte localizada no concelho de Benavente) substitui integralmente o aeroporto Humberto Delgado; uma quarta em que será este aeroporto o principal e Santarém o complementar; e uma quinta em que Santarém substitui integralmente Humberto Delgado.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo