Sociedade | 19-11-2022 14:12

Operação em casa de alterne no Vale de Santarém e dona do espaço arguida por lenocínio

Operação em casa de alterne no Vale de Santarém e dona do espaço arguida por lenocínio

SEF concluiu que cerca de metade das 50 mulheres estrangeiras identificadas no estabelecimento estava ilegalmente em Portugal,

A proprietária de uma casa de alterne em Santarém foi constituída arguida na sequência de uma operação realizada na madrugada de sexta-feira pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), no âmbito de uma investigação sobre lenocínio.
A operação, denominada ‘Matertera’, envolveu cerca de três dezenas de inspectores e consistiu em várias buscas a casas e a um estabelecimento de diversão nocturna, refere o SEF. A operação foi realizada no âmbito de um processo que investiga, desde 2019, a prática do crime de lenocínio.
A investigação foi iniciada por fortes suspeitas de tráfico de pessoas para exploração sexual, mas o período de pandemia de covid-19 impossibilitou a sua concretização, “apesar de a actividade ter continuado a realizar-se à porta fechada, em incumprimento das medidas legisladas de combate à pandemia”, refere o serviço de fronteiras.
“Durante o período em que decorreu a investigação foram referenciadas várias situações que vieram a indiciar a prática dos crimes de lenocínio e, também, de branqueamento de capitais”, acrescenta.
A dona do espaço, que foi constituída arguida, terá obtido, ao longo de dezenas de anos, “avultados lucros indevidos com a exploração sexual de mulheres estrangeiras, cuja atividade de cariz sexual indicia ocorrências de tráfico de pessoas”, adianta o SEF.
A operação, que concluiu que cerca de metade das 50 mulheres estrangeiras identificadas estava ilegalmente em Portugal, permitiu ainda apreender vários documentos que “corroboram as suspeitas iniciais”, além de mais de 60 mil euros, provenientes da exploração sexual.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo