Sociedade | 20-11-2022 21:00

Utentes preparam protestos para exigir requalificação da EN 118

Utentes preparam protestos para exigir requalificação da EN 118

Movimento de Utentes de Serviços Públicos apela à inscrição das verbas necessárias no Orçamento do Estado para obras na estrada que acompanha a margem esquerda do Tejo entre Benavente e Abrantes.

O Movimento de Utentes de Serviços Públicos (MUSP) do distrito de Santarém está a preparar um conjunto de “iniciativas públicas” a realizar em Janeiro de 2023 para reivindicar a requalificação da EN 118. “Para quando a requalificação da EN 118?” é a pergunta que dá mote à iniciativa que procurará envolver população e entidades na reivindicação da “construção de alternativas aos percursos urbanos, da construção do IC3, da repavimentação, da criação de faixas para transportes lentos”, apelando à inscrição das verbas necessárias no Orçamento do Estado para 2023.

O MUSP lembra, em comunicado, que a Estrada Nacional 118 “é uma via estruturante do distrito de Santarém (passa pelos concelhos de Benavente, Salvaterra de Magos, Almeirim, Alpiarça, Chamusca, Constância e Abrantes)”, acompanhando toda a margem esquerda do Tejo.

A EN 118 é “utilizada por milhares de carros, camiões (alguns carregados de matérias perigosas) e alfaias agrícolas… Passa pelo meio dos aglomerados urbanos de Samora, Benavente, Salvaterra, Almeirim, Alpiarça, Chamusca prejudicando a mobilidade da população local, sendo também causa de poluição e insegurança, para além da morosidade de quem circula”, acrescenta a nota.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo