Sociedade | 22-11-2022 15:00

Ensino superior chega ao Cartaxo com o apoio do município

Ensino superior chega ao Cartaxo com o apoio do município
Novo pólo universitário foi apresentado durante o Open Day Cartaxo 2022

Câmara do Cartaxo vai disponibilizar instalações ao Grupo Autónoma para criar na cidade um pólo universitário que vai começar a funcionar com quatro formações não graduadas.

“Um concelho mais qualificado é um concelho mais competitivo, mais atento, mais justo e livre. Urge ter uma população mais qualificada e isso passa por apostar na formação dos munícipes”. As palavras são da vereadora Fátima Vinagre, que detém o pelouro da Educação na Câmara do Cartaxo e foram proferidas durante a sessão do Open Day Cartaxo 2022. Uma iniciativa que pretendeu dar a conhecer o projecto que o município estabeleceu com o Grupo Autónoma, que detém a Universidade Autónoma de Lisboa. A sessão decorreu ao final da tarde de quinta-feira, 10 de Novembro, no auditório da Quinta das Pratas.
A Câmara do Cartaxo assinou um protocolo de cooperação estratégica com o Grupo Autónoma com o objectivo de criar formação graduada e não graduada na cidade ribatejana. O projecto vai iniciar com quatro formações não graduadas, nomeadamente: Gestão de Projectos; Protecção de Dados; Gestão do Negócio do Vinho e Técnico Auxiliar de Farmácia. Se houver alunos interessados alguma da formação poderá iniciar ainda este ano lectivo. “O protocolo de cooperação estratégica com a cooperativa de ensino tem em vista a cooperação técnica e profissional para desenvolvimento de projectos conjuntos de transferência do conhecimento nas áreas da inovação, economia social, empreendedorismo, transformação digital e outras que se venham a revelar pertinentes”, explicou Fátima Vinagre.
A intenção é criar um pólo universitário começando pelas formações não graduadas dando pequenos passos mas firmes. Questionado por O MIRANTE sobre outros projectos semelhantes que não vingaram no passado, noutros locais, o presidente da Câmara do Cartaxo referiu que o momento actual é diferente. “Não é pelo facto de no passado algo ter corrido menos bem que nos vamos sentir condicionados para experimentar e dar prioridade a que outros projectos aconteçam. Acreditamos que esta oferta faz sentido e poderá ter o acolhimento das pessoas do concelho e até na região, por isso decidimos investir”, disse João Heitor.
As aulas vão funcionar inicialmente na Casa da Juventude, situada no Complexo da Quinta das Pratas, e ao município compete garantir as instalações. “Este é o pontapé de saída de uma oportunidade que percebemos que tem tudo para dar certo e crescer”, reforçou João Heitor.
Na cerimónia, realizada no dia 10 de Novembro, estiveram presentes elementos do Grupo Autónoma nomeadamente Ricardo Borges dos Santos que mencionou que ninguém tem êxito sozinho. “É preciso que haja uma força agregadora para ter sucesso e consiga trazer o conhecimento que existe dentro da Universidade Autónoma e aproveitar as forças vivas do Cartaxo”, afirmou.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1587
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo