Sociedade | 25-11-2022 10:00

“É inconcebível que o Poder Central demore meses a ressarcir corporações de bombeiros”

“É inconcebível que o Poder Central demore meses a ressarcir corporações de bombeiros”

Presidente da Câmara de Ourém diz que os pequenos fornecedores a quem as corporações recorrem durante a época de incêndios não podem estar tanto tempo sem receber. Desabafo de Luís Albuquerque decorreu numa conferência promovida pela Liga dos Bombeiros Portugueses.

O presidente da Câmara Municipal de Ourém diz que é solidário com as dificuldades a que as corporações de bombeiros estão sujeitas, por força dos atrasos na hora de serem ressarcidas das despesas realizadas durante o combate aos incêndios. Luís Albuquerque afirma que é “inconcebível que o Poder Central demore quatro, cinco, seis meses a ressarcir as corporações”. “Não faz sentido que assim seja. Sobretudo porque os pequenos fornecedores, a quem as corporações recorrem a nível local, não conseguem esperar tanto tempo sem receber”, sublinhou.
Artigo desenvolvido na próxima edição impressa de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1588
    01-09-2021
    Capa Vale Tejo