Sociedade | 28-11-2022 18:00

Séniores da Chamusca têm de ir para a Golegã para ter aulas de hidroginástica

Séniores da Chamusca têm de ir para a Golegã para ter aulas de hidroginástica
Alunos da universidade sénior têm aulas de hidroginástica no concelho vizinho desde que as piscinas da Chamusca estão em obras . fotoDR

Alunos da Universidade Sénior da Chamusca são obrigados a ir para as Piscinas da Golegã para ter aulas de hidroginástica.

Já aconteceu alguns não poderem ir por a junta de freguesia ter apenas uma carrinha disponível para realizar o transporte. Piscinas da Chamusca, encerradas há três anos, só deverão abrir em 2024.

O facto das Piscinas Municipais da Chamusca estarem encerradas há mais de três anos tem causado vários constrangimentos à população, nomeadamente às pessoas inscritas na universidade sénior e no campo de férias da União de Freguesias da Chamusca e Pinheiro Grande. Depois de mais de 70 crianças terem sido obrigadas a frequentar a piscina de uma quinta particular durante as férias de Verão, os alunos da universidade sénior, para ter aulas de hidroginástica, têm de se deslocar para as Piscinas Municipais da Golegã, sendo que nem todos os que querem ir o conseguem fazer.
Como a união das freguesias só têm disponível uma carrinha para realizar o transporte, já aconteceu alguns alunos terem de ficar em terra e não poderem frequentar as aulas. O transporte é pago na totalidade pela união de freguesias e a utilização dos equipamentos do complexo da Golegã é gratuita, depois da junta ter assinado um protocolo de colaboração com o município da Golegã, presidido por António Camilo.
“Se não fosse este protocolo era muito difícil para nós pagar deslocações semanais e o aluguer do espaço. Assim conseguimos garantir o serviço público à população das duas localidades, sabendo que a actividade física é fundamental para o bem-estar físico e mental das pessoas”, afirma a O MIRANTE Rui Martinho, presidente da união de freguesias.

Piscinas na Chamusca só em 2024
As obras de requalificação do complexo das Piscinas Municipais da Chamusca conheceram novos desenvolvimentos e sabe-se agora que a segunda fase da empreitada terá um preço base superior a dois milhões de euros e um prazo de execução de cerca de um ano e meio após a sua consignação.
Tendo em conta que os últimos concursos públicos de várias obras na Chamusca, inclusive a da primeira fase das piscinas, ficaram desertos, é de prever que, na melhor das hipóteses, o complexo apenas abrirá ao público no Verão de 2024. Se as previsões se confirmarem, a população da Chamusca vai estar privada da utilização de um espaço público, único no concelho, durante cerca de cinco anos.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo