Sociedade | 08-12-2022 15:00

Jornadas de História Local no Sardoal, Mação e Abrantes

As Jornadas de História Local vão para a 19.ª edição e decorrem de 7 a 10 de Dezembro no Sardoal, Mação e Abrantes.

As Jornadas de História Local vão para a 19.ª edição e decorrem de 7 a 10 de Dezembro no Sardoal, Mação e Abrantes. A iniciativa arrancou na quarta-feira no Centro Cultural Gil Vicente, Sardoal, com a exibição de Alma Viva, filme da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, candidato aos Óscares de 2023.
Dia 8, feriado nacional, será o Cine-Teatro de Mação a exibir o trabalho de pesquisa de Tânia Dinis, “Imaginário Familiar - Linha do Tempo”, seguido do filme “Um Nome Para o Que Sou”, de Marta Pessoa, que estará presente na sessão. Foi realizado a partir do livro “As Mulheres do Meu País”, da torrejana Maria Lamas.
Sexta-feira, 9 de Dezembro, as jornadas regressam ao Sardoal para a apresentação da recolha feita nos três concelhos intitulada “Alfabetização da Memória”, antes da cine-performance “Meio Homem Trabalho”, com o realizador Tiago Pereira e o músico e artista visual Sílvio Rosado.
O último dia da iniciativa decorre em Abrantes, na Biblioteca Municipal António Botto, onde se vai debater a “Arte, Cultura, Criatividade e Desenvolvimento Sócio-Cultural nas Terras de Baixa Densidade Populacional”, com José Manso, professor da Universidade da Beira Interior, e Luiz Oosterbeek, professor coordenador do Instituto Politécnico de Tomar. Depois da exibição do documentário “Vontade de Fazer” será apresentado o n.º 40 da revista Zahara.
As Jornadas da História Local são organizadas pelo cine-clube Espalhafitas e CHELA (Centro de Estudos de História Local de Abrantes), secções de cinema e história da Associação de Desenvolvimento Cultural Palha de Abrantes, respectivamente.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo