Sociedade | 13-12-2022 15:00

Autarca de Benavente defende redução de portagens para combater tráfego e acidentes em Samora Correia

Autarca de Benavente defende redução de portagens para combater tráfego e acidentes em Samora Correia
Há muito que é reclamada a proibição da passagem de veículos pesados no centro da cidade, incluindo na Avenida O Século (na foto) onde é mais elevada a circulação de peões

Presidente da Câmara de Benavente diz que se não há intenção de requalificar a estrada, onde o tráfego e a taxa de sinistralidade são elevados, a abolição ou redução das portagens da A10 e A13 seria uma medida sensata.

O presidente da Câmara de Benavente, Carlos Coutinho, defendeu que se o Estado não está disponível para avançar com a requalificação da Estrada Nacional 118, que liga o concelho a Salvaterra de Magos e Alcochete, ou com a construção de uma variante, deveria abolir ou reduzir significativamente as portagens da A10 e A13. Para o autarca da CDU, esta seria uma medida de “bom senso” e sem grandes custos para o país que atenuaria a sinistralidade e o elevado tráfego, sobretudo de veículos pesados, na EN118.
“Essas vias não estão a ser utilizadas nem de perto nem longe na sua plenitude. Quem faz Benavente - Almeirim paga 4,50 euros e quem utiliza a ponte da A10 paga 2,40 euros. E quem o faz diariamente, obviamente, foge a estes custos”, afirmou o autarca, que falava em reunião do executivo camarário, depois de a Associação Amigos de Samora Correia ter apresentado uma proposta para a retirada do trânsito de pesados no troço da EN118 que atravessa o centro de Samora Correia e no qual “perderam a vida 14 pessoas em acidentes” nos últimos 20 anos. A ASASC, baseando-se no estudo Euro Rap que certifica os pontos de maior risco de acidentes na União Europeia e num outro da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, referiu que existem vários pontos negros neste troço, nomeadamente o cruzamento com a Estrada dos Curralinhos e Rua Luís de Camões, onde recentemente, tal como O MIRANTE noticiou, o antigo bombeiro dos Voluntários de Samora Correia, Alberto Lopes, perdeu a vida, aos 50 anos, vítima de acidente de viação.

Autarquia projecta nova variante
Considerando que o problema da EN118 se prende com a “capacidade de escoamento” do tráfego, Carlos Coutinho adiantou que a Câmara de Benavente está a trabalhar numa proposta para a construção de uma variante com início na Vala Nova e que atravessando a Várzea iria entroncar no Porto Alto e teria ligação à recta do Cabo. “Essa é a nosso ver a medida que poderá no futuro resolver o problema”, defendeu, depois de ressalvar que a autarquia não poderá suportar os encargos financeiros da construção desta variante. Para 2023 a câmara municipal não vai incluir verba para a EN118.
O autarca recordou ainda que a Câmara de Benavente tem desde 2013 um acordo com a Infraestruturas de Portugal (IP) para a “desqualificação do troço urbano de Samora Correia entre a rotunda do Belo Jardim e a Rotunda da Torre”, que pressupõe a requalificação da Estrada da Murteira por forma a reunir as condições para ser classificada como estrada nacional. Só dessa forma, esclareceu, se pode proibir o trânsito pesado no troço urbano da EN118 em Samora Correia.
De acordo com o autarca a IP já tem praticamente concluído o projecto de requalificação do troço da EN118 que liga Samora Correia a Salvaterra de Magos e está a avançar com o projecto para o troço entre Alcochete e Porto Alto, incluindo a requalificação de adaptação do troço da Estrada da Murteira entre as rotundas dos Arados e do Belo Jardim. “Esperamos que havendo projectos exista vontade política para que estas intervenções possam acontecer porque são vias importantes do ponto de vista do escoamento do tráfego”, vincou, depois de salientar que a EN118 é das estradas mais complicadas do país “do ponto de vista da segurança rodoviária e da sinistralidade”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo