Sociedade | 18-12-2022 21:00

Junta de Freguesia de Marinhais aposta na formação de adultos

Junta de Freguesia de Marinhais aposta na formação de adultos
Joaquim Cardoso, presidente da Junta de Freguesia de Marinhais

No edifício da Junta de Freguesia de Marinhais está a ser disponibilizada uma sala para os adultos que pretendam terminar o 9º e 12º anos ou obter certificação para manuseamento de máquinas e produtos agrícolas.

A Junta de Freguesia de Marinhais está a ceder infra-estruturas para formar os habitantes da vila. Joaquim Cardoso, presidente da junta a cumprir o segundo mandato, explica a O MIRANTE que existe uma sala equipada para receber turmas em formação teórica com uma capacidade máxima de 20 pessoas por sessão. A sala faz parte do edifício da autarquia e as empresas privadas e entidades públicas podem, mediante articulação com o presidente, agendar acções de formação.
Uma das pessoas que mais frequenta as formações é Sebastião Correia. Depois de ter trabalhado mais de duas décadas em Lisboa e Vila Franca de Xira Sebastião Correia veio para Marinhais, concelho de Salvaterra de Magos, há cerca de 8 anos e candidatou-se a um emprego na junta de freguesia. “Passaram dois ou três anos, pelo menos, até receber a primeira formação, a dos produtos fitofarmacêuticos. Depois fiz de tractores e de motoroçadoras”, recorda. Hoje, para além de assegurar os trabalhos com recurso a tractor, faz ainda a programação de tarefas dos outros funcionários, em articulação com o presidente.
O principal objectivo de Joaquim Cardoso é que a formação seja acessível a todos os habitantes e que as deslocações não impeçam quem tem vontade de aprender ou concluir os estudos. “Pensamos muito na parte social, dar apoio aos fregueses para não se deslocarem para outros sítios e terem formações em diversas actividades”, afirma.
Uma das medidas que a junta encontrou para formar os seus trabalhadores foi a cedência gratuita do espaço às empresas em troca de formações prestadas ao pessoal interno. Actualmente, tanto o Centro Qualifica de Salvaterra de Magos como a empresa Consultactiva, estão a ocupar as infra-estruturas para receber os alunos em formações teóricas. “Como as empresas e estas associações começaram a ver que somos um executivo que as apoia começaram a contactar-nos. O que fazemos é dispensar o local e algum projector ou apoio que seja preciso”, avança o autarca. O Centro Qualifica contactou a junta há uns meses para implementar acções de formação dando oportunidade às pessoas com mais de 18 anos de concluir o processo RVCC, Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências, de Nível Básico ou Secundário em regime pós-laboral.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo