Sociedade | 19-12-2022 12:00

CEBI é referência no mapa das fundações nacionais

CEBI é referência no mapa das fundações nacionais
Fundação CEBI voltou a realizar a sua gala de aniversário depois de dois anos sem o fazer devido à pandemia.

Fundação de Alverca voltou a juntar pais, alunos e amigos para celebrar os 54 anos de vida do CEBI e projectar o futuro. Pandemia atrasou alguns projectos mas a instituição garante que nunca esteve tão empenhada em servir a comunidade.

A Fundação CEBI de Alverca do Ribatejo é uma “obra notável e singular” no panorama das fundações nacionais e são poucas as que têm um papel tão visível no apoio à comunidade em áreas como a educação, saúde e protecção social. O elogio foi deixado no discurso de Emílio Rui Vilar, convidado para presidir à gala de aniversário da Fundação CEBI que se realizou a 7 de Dezembro. Impedido de participar por doença, o primeiro presidente do conselho consultivo das fundações portuguesas elogiou a CEBI reputando-a de exemplo nacional do que o espírito de iniciativa e sentido de responsabilidade podem fazer. “Como teria sido na pandemia se a CEBI não existisse? E agora com a inflação? As famílias iriam sofrer ainda mais duramente os tempos que aí vêm”, frisou, lembrando José Álvaro Vidal, o homem responsável por ter criado a CEBI em 1968.
Sob o mote “Conexões - Cultura e Desenvolvimento Humano”, a cerimónia de aniversário da fundação voltou a juntar pais, alunos, parceiros e trabalhadores da instituição. Ana Maria Lima, presidente do conselho de administração da fundação, confessou o júbilo de voltar a encontrar o pavilhão da instituição cheio depois de uma interrupção de dois anos devido à pandemia. Pandemia essa que, notou, atrasou o projecto da construção do lar de idosos. “Mantemos a intenção de retomar o projecto e já dispomos do terreno. O atraso resulta da utilização dos recursos para ultrapassar as dificuldades da pandemia e por não nos terem sido concedidos os apoios indispensáveis para a sua concretização. Estamos empenhados e continuaremos com a mesma energia a construir planos de continuidade para apoiar a comunidade”, garantiu.

Altruísmo, humanismo e resiliência
Perante o que disse ser uma limitação cada vez maior dos recursos disponíveis, Ana Maria Lima espera que no futuro possam ser encontradas novas soluções que potenciem o trabalho da fundação e projectem o pioneirismo das suas intervenções. “Temos procurado concretizar soluções sempre com a preocupação de servir os que mais dela necessitam. Somos a única fundação portuguesa verdadeiramente comunitária e temos como objectivo contribuir para a criação de uma sociedade mais solidária e inclusiva”, garantiu Ana Maria Lima.
A fundação continua apostada em cultivar os valores do altruísmo e humanismo e a formar crianças resilientes, empreendedoras e criativas. “Jovens que possam ver nas adversidades novas oportunidades de aprendizagem. Urge dotar as futuras e actuais gerações de multiliteracias e competências que permitam construir cidadãos críticos, activos e conscientes da importância da sustentabilidade dos recursos e do planeta”, considerou.
Na sessão foram homenageados os trabalhadores da fundação com mais de 20 anos de serviço e também foram entregues os diplomas de excelência, mérito, valor e galardão desportivo aos melhores alunos do Colégio José Álvaro Vidal em cada um dos anos lectivos. Antes de ser cantado o hino da fundação, houve também lugar para duas actuações ao piano por Carolina Marques e Leonor Silva e o Grupo Acro CEBI do Colégio José Álvaro Vidal.

Ana Maria Lima, presidente do conselho de administração da fundação com o presidente da Câmara de VFX, Fernando Paulo Ferreira e Carla Gil, Directora Coordenadora da Fundação CEBI

Recolha de alimentos para famílias em risco

Está em curso este mês uma campanha de recolha de alimentos promovida pela Intervenção Social e Comunitária da CEBI para apoiar a população mais fragilizada e em risco de exclusão social. No último ano a fundação distribuiu 72 mil quilos de géneros alimentares a 576 pessoas e com o agravamento da situação socio-económica as necessidades têm aumentado. Por isso, quem quiser doar leite, enlatados, arroz, massas, azeite, óleo, cereais, farinha, açúcar, bolachas, sal e papas para bebés pode fazê-lo deixando as ofertas na secretaria da Fundação CEBI ou directamente nas instalações do serviço de intervenção social e comunitária, na Rua Joaquim Sabino Faria, número 42, em Alverca.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Médio Tejo