Sociedade | 23-12-2022 10:00

Agitação na Associação para o Desenvolvimento Social e Comunitário de Santarém

Agitação na Associação para o Desenvolvimento Social e Comunitário de Santarém
Presidente da direcção da Associação para o Desenvolvimento Social e Comunitário de Santarém, Luís Mena Esteves (na foto), não esteve disponível para prestar esclarecimentos sobre as questões levantadas por Nuno Gomes.

O presidente e a primeira secretária da assembleia geral da Associação para o Desenvolvimento Social e Comunitário de Santarém renunciaram ao cargo em confronto aberto com a direcção, a quem acusam de sonegar informação e de não esclarecer se decidiu atribuir remunerações aos seus membros

A recuperar das dificuldades financeiras que a puseram à beira da extinção, a Associação para o Desenvolvimento Social e Comunitário de Santarém (ADSCS) volta a viver momentos conturbados, com a demissão do presidente da assembleia geral. Nuno Gomes bateu com a porta no dia 11 de Dezembro em confronto aberto com a direcção liderada por Luís Mena Esteves, a quem acusa de sonegar informação e de não esclarecer se os elementos da direcção decidiram, em causa própria, remunerar-se pelos cargos que desempenham numa IPSS que, recorde-se, está sob assistência financeira do Fundo de Socorro da Segurança Social.

Alguns dias depois, a primeira secretária da assembleia geral, Maria Emília Santos, também renunciou ao cargo, solidária com Nuno Gomes.

O nosso jornal teve acesso à carta que Nuno Gomes escreveu ao presidente da direcção, e de que deu conhecimento aos órgãos sociais e aos associados, onde justifica a sua renúncia com a “total ausência de respostas e desconsiderações permanentes por parte da Direcção”.

*Saiba mais na notícia desenvolvida na edição semanal em papel desta quinta-feira, 22 de Dezembro

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo