Sociedade | 27-12-2022 21:00

Fundação da família Duque tem uma nova casa-museu na Chamusca

Fundação da família Duque tem uma nova casa-museu na Chamusca
Jorge de Oliveira Duque (à esquerda) partilhou a história da sua família numa visita guiada à Fundação Rafael e Maria Rosa das Neves Duque, na Chamusca

Jorge Oliveira Duque, sobrinho-neto de Rafael Duque, ex-ministro da Agricultura e da Economia durante o Estado Novo, fez as honras da casa e mostrou o espaço composto por várias salas e dois núcleos museológicos. Fundação assume papel importante na acção social do concelho.

No âmbito do 8º Encontro da Associação Portuguesa das Casas-Museu a Fundação Rafael e Maria Rosa das Neves Duque, na Chamusca, abriu portas para uma visita guiada ao espólio da família proprietária de uma das maiores casas agrícolas do concelho, que chegou a ter na sua posse mais de mil hectares de terras, sendo que actualmente ainda possui cerca de duas centenas. O espólio foi doado por João Duque, filho do casal que dá nome à fundação, que foi presidente do conselho de administração da RTP e Inspector-Geral dos Espectáculos.
Mas é na Acção Social que a fundação tem mostrado ser uma referência; apoia o desenvolvimento de campos de férias para jovens, atribui prémios a alunos do quadro de excelência da escola secundária, apoia associações locais e tem uma parceria muito activa com a Santa Casa da Misericórdia da Chamusca e com o Centro de Apoio Social Aconchego, em Vale de Cavalos. Neste último, segundo Jorge de Oliveira Duque, responsável da fundação, são utentes cerca de duas dezenas de ex-trabalhadores da Casa Agrícola da família Duque.
Foi o sobrinho-neto de Rafael Duque, ex-ministro da Agricultura e da Economia durante o Estado Novo, que fez as honras da casa e mostrou a nova casa-museu, composta por várias salas e dois núcleos museológicos, a vários directores de casas-museus do país, nomeadamente de Ovar, Évora, Vila Nova de Gaia, Coimbra e Alpiarça. Recorde-se que Rafael Duque foi ainda delegado do Governo no Banco Nacional Ultramarino e veio, posteriormente, a ser nomeado Governador do Banco de Portugal, cargo que ocupava quando se aposentou.
Antes da visita-guiada, o engenheiro agrónomo e dirigente da Casa Pia de Lisboa explicou a história da sua família e os princípios e valores por que se rege a fundação. “Tem sete anos de trabalho e foi reconhecida como IPSS de utilidade pública. Foi fundada com o objectivo de prestar serviços de solidariedade social, culturais, educativos, artísticos e recreativos no concelho da Chamusca e na aldeia da Mata, freguesia de Chancelaria, no concelho de Torres Novas”, explicou Jorge de Oliveira Duque.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo