Sociedade | 29-12-2022 12:00

Fim de ciclo na direcção da Sociedade Filarmónica de Minde

Fim de ciclo na direcção da Sociedade Filarmónica de Minde
Anabela Capaz e a sua equipa liderava os destinos da associação há mais de uma década

Direcção liderada por Anabela Capaz não vai apresentar renovação de candidatura na próxima assembleia -geral da Sociedade Musical Mindense. É o fim de um ciclo que durou mais de uma década naquela que é a única banda filarmónica do concelho de Alcanena.

Anabela Capaz e a sua equipa vão deixar a direcção da Sociedade Musical Mindense ao fim de mais de uma década de trabalho. A direcção explica que a decisão da saída se justifica pela necessidade de dar um novo rumo à colectividade, com sangue novo e novas ideias, tendo sempre presente a missão de fazer algo importante pela comunidade. “Encarámos a hercúlea tarefa de dirigir os destinos da que é, há muitos anos, a única banda filarmónica de Minde e do concelho de Alcanena, nunca esquecendo o lema ‘honra os teus avós´”, afirma em nota de imprensa.
Nos últimos anos, o repertório da banda tem evoluído de uma forma significativa, proporcionando à mais de meia centena de músicos a oportunidade de interpretar temas para todos os gostos, variados em estilos, complexidade e contemporaneidade. O Centro de Formação gratuito, iniciado por Jaime Chavinha, tem sido a principal fonte de alimentação da associação, enchendo a sede todos os finais de tarde. O trabalho realizado originou a formação de uma banda juvenil.
Com a actual direcção celebrou-se o centenário da Sociedade Mindense e, entre 2015 e 2016, a comunidade teve oportunidade de assistir ao concerto de Reis em Alcanena, ao concerto em Minde da Banda da Armada, de bons momentos passados com a Banda da Ilha do Sal de Cabo Verde e de jantar e dançar ao som da recém criada orquestra ligeira Xaral’s Band no Baile de Gala do centenário. Foi também lançado o livro e o CD do Centenário, elevando a Banda Filarmónica a um nível nunca antes alcançado.
“É tempo de fechar o ciclo e ter a humildade necessária para reconhecer que outro caminho pode ser seguido, que há sempre espaço para melhorar e crescer e pessoas na comunidade a quem nos sentimos no direito de pedir que continuem a escrever esta história já tão bela, melhorando-a e tornando-a ainda mais bela e fascinante”, refere em comunicado a direcção da associação, afirmando que na próxima assembleia-geral, em 2023, já não vai apresentar a renovação de mandato.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo