Sociedade | 30-12-2022 12:00

Autarca de Alhandra dá o exemplo e limpa valetas

Autarca de Alhandra dá o exemplo e limpa valetas
Osvaldo Pires quis mostrar a sua indignação pela falta de limpeza das valetas. fotoDR

Mau estado das bermas da Estrada Nacional 248-3 compromete segurança dos condutores e de quem caminha pela berma. Assembleia de Freguesia de Alhandra aprovou uma moção pedindo a limpeza da via e o presidente deu o mote pegando na enxada e pondo mãos à obra.

As valetas de escoamento de água da Estrada Nacional 248-3, que liga Alhandra a Arruda dos Vinhos, estão há muito em mau estado e a precisar de limpeza e para dar o exemplo o presidente da Assembleia de Freguesia de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz, Osvaldo Pires, pegou numa enxada e foi sozinho fazer esse trabalho na manhã de segunda-feira, 26 de Dezembro.
O autarca, eleito pela coligação Nova Geração (PSD/PPM/MPT), diz-se cansado de esperar que a câmara municipal resolva o problema e quis dar o exemplo. As ervas e a terra acumulada fazem com que a água galgue a estrada e cause pequenas inundações que representam riscos para a circulação automóvel e também para quem circula a pé pela estrada.
Na última assembleia de freguesia o assunto foi também motivo de preocupação tendo sido aprovado por unanimidade uma moção apresentada pela coligação Nova Geração visando precisamente a limpeza da EN 248-3. “Esta estrada não tem passeios em grande parte da sua extensão, da mesma forma que não há passeios nem bermas para os transeuntes”, lê-se no documento. A moção pede que o executivo da junta faça chegar à Câmara de Vila Franca de Xira as preocupações dos autarcas para que as valetas sejam rapidamente intervencionadas. A estrada, embora tenha designação de nacional, é da responsabilidade do município nesse troço.
A via, recorde-se, é há muito motivo de preocupação, como O MIRANTE tem noticiado, quer pelas valetas entupidas e abatimentos de grandes dimensões que vão complicando a circulação no local. O município já tinha informado que o estudo prévio realizado para reparar as zonas mais sensíveis da via apontava para um custo a rondar um milhão de euros por quilómetro.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Médio Tejo