Sociedade | 09-01-2023 07:00

Bebé do Ano em Santarém nasceu numa passagem de ano atarefada na maternidade

Bebé do Ano em Santarém nasceu numa passagem de ano atarefada na maternidade
Matilde Vicente é a bebé do Ano em Santarém e a primeira filha do casal Beatriz Alfaiate e Pedro Vicente

Matilde veio ao mundo de cesariana à 01h09 do dia 1 de Janeiro, filha de um casal que está junto há cinco anos e que reside em Almeirim, terra natal de Beatriz Alfaiate que é mãe pela primeira vez aos 26 anos.

Matilde Vicente nasceu à 01h09 no Hospital Distrital de Santarém com 3,550 quilos. É a bebé do ano da Lezíria do Tejo, área de abrangência do hospital, num final de ano e princípio de ano novo atarefados na maternidade. Entre as 08h30 de 31 de Dezembro e as 12h00 de 1 de Janeiro de 2023 nasceram oito crianças nesta unidade de saúde que não teve constrangimentos em termos de pessoal, que têm obrigado ao fecho de alguns serviços no país.
A menina é a primeira criança do casal Beatriz Alfaiate, de Almeirim, e de Pedro Vicente, de Almoster, no concelho de Santarém. A mãe tem 26 anos e é enfermeira numa clínica de hemodiálise em Vila Franca de Xira para onde se desloca diariamente de Almeirim, onde o casal reside. O pai tem 28 anos e é mecânico de automóveis em Vale de Figueira. O maior desejo é que a menina seja feliz e tenha saúde, esperando que tenha a boa disposição e tranquilidade da mãe e a paciência do pai para não dar noites mal dormidas.
O parto foi de cesariana e apesar de ser enfermeira, Beatriz confessa que estava nervosa quando entrou para o bloco operatório. O casal comemorou a passagem para 2023 no hospital com um misto de alegria e de ansiedade. O casal está junto há cerca de cinco anos e nos últimos três de relacionamento começaram a programar o nascimento do primeiro filho.
Beatriz confessa que o mais complicado na gravidez foi chegar a consenso sobre o nome da menina e Matilde foi o único com que ambos concordaram. Os pais estavam convencidos que iriam ter um rapaz, até porque era essa a ideia que os médicos tinham transmitido, e já tinham escolhido o nome masculino. Só aos sete meses de gravidez é que souberam que afinal ia ter uma menina.
O casal confessa que esta foi uma passagem de ano diferente e a melhor que já tiveram em toda a vida. O casal chegou ao hospital cerca das 19h00 do último dia do ano e Pedro Vicente esteve sempre ao lado da companheira, excepto quando ela deu entrada no bloco. Nem sequer foi jantar para estar com ela.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Médio Tejo