Sociedade | 12-01-2023 21:00

Mesmo a lutar contra um cancro não desiste de pintar a obra da sua vida

Mesmo a lutar contra um cancro não desiste de pintar a obra da sua vida
O pintor natural de Mação mantém uma atitude positiva de vida apesar da doença com que tem lutado ao longo da vida

Carlos Saramago luta contra um cancro galopante que já lhe roubou uma mão e o ante-braço. Aos 51 anos, o artista de Mação não desiste e afirma que ainda lhe falta pintar e desenhar a obra da sua vida.

Carlos Saramago é natural de Mação, apesar de ter nascido em Abrantes. O artista recebeu O MIRANTE a 4 de Janeiro, na sua casa e atelier à entrada da vila, numa altura em que um cancro que o persegue há anos está numa das fases mais difíceis. Carlos Saramago nasceu com uma doença rara de pele - epidermólise bolhosa distrófica crónica - e luta contra o sexto cancro que há um ano lhe roubou a mão direita e o antebraço.

Até aos nove anos passava mais tempo no hospital do que na escola. "Faltava muito às aulas. Foram-me sempre dizendo que o problema seria cada vez mais grave, mas nunca pensamos nisso. Como passava muito tempo no hospital, a minha mãe levava-me blocos de desenho e livros e foi assim que comecei", lembra, contando que copiava os quadradinhos da banda desenhada.

"Tenho uma colecção de livros da Marvel e da DC já com mais de 300 livros. Sempre fui muito apaixonado por esse tipo de banda desenhada, foi a minha grande inspiração. Desenhava, recortava e brincava com os bonecos", acrescenta Saramago, que começou depois a desenhar os rostos dos doentes do hospital e na escola a desenhar temas que os professores de Educação Visual lhe davam. “Sou um autodidacta", assume.

*Leia a reportagem completa na edição semanal em papel desta quinta-feira, 12 de Janeiro

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Médio Tejo