Sociedade | 16-01-2023 21:00

Burlas com perfis falsos na Internet são uma ameaça

Burlas com perfis falsos na Internet são uma ameaça
A foto de Joana Silva que os burlões utilizaram para pedir dinheiro ao seu tio. fotoDR

Joana Silva, natural de Tomar, denunciou uma tentativa de burla que tem vindo a ser cada vez mais frequente. Burlões utilizaram uma foto sua e, através do WhatsApp, pediram dinheiro a um familiar que, por não reconhecer o número, não caiu na armadilha.

“Tio, estás aí? Preciso de falar contigo urgente”. Foi com esta mensagem que se iniciou uma tentativa de burla a um familiar de Joana Silva, jovem natural de Tomar, que denunciou a situação nas suas redes sociais. Os burlões utilizaram uma foto sua e, através da aplicação WhatsApp, entraram em contacto com o seu tio pedindo-lhe com urgência uma transferência monetária para realizar um pagamento uma vez que esta não tinha o cartão multibanco consigo.
Por não reconhecer o número da sobrinha o tio não caiu na armadilha, mesmo depois de várias insistências dos burlões, e ameaçou recorrer à polícia. Depois da ameaça os burlões não voltaram a contactar a vítima. Joana Silva partilhou a situação nas redes sociais tendo a mesma sido partilhada por mais de uma centena de utilizadores. Alguns deles também partilharam que o mesmo lhes aconteceu, embora com conteúdos e intervenientes diferentes.
As burlas com recurso a perfis falsos começaram a propagar-se nos últimos meses de 2022 sendo que a GNR e a PSP emitiram vários alertas. Na altura, os burlões fingiam ser os filhos dos visados e pediam para realizarem uma transferência monetária através do MBWay. As autoridades continuam a aconselhar os cidadãos, em caso de dúvidas, a confirmar a veracidade do contacto antes de realizar a transferência.

Um suspeito detido em Outubro
O Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária (PJ) deteve o alegado autor das burlas em que se fazem passar por filhos e pedem dinheiro aos pais. A PJ referiu que o suspeito é “um cidadão estrangeiro com 25 anos”. A burla começou a ser identificada em 2021, no Reino Unido, onde os prejuízos para as vítimas são de vários milhões de euros.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo