Sociedade | 23-01-2023 15:00

Encerrou Albergue de peregrinos de Vialonga

Encerrou Albergue de peregrinos de Vialonga
José Luís Sanches, que em 2019 liderava a Via Lusitana, acolheu O MIRANTE durante uma reportagem sobre o albergue de Alpriate

Alpriate, em Vialonga, é ponto de passagem e repouso de caminheiros que seguem com destino a Santiago de Compostela. Com o fecho do albergue para peregrinos estão a ser já equacionadas alternativas.

O albergue de peregrinos de Alpriate, em Vialonga, que era gerido pela Via Lusitana, encerrou definitivamente no final de 2022. O espaço tinha capacidade para dar dormida a nove pessoas. Para quem inicia a peregrinação em Lisboa, Alpriate costuma ser a primeira paragem para recompor forças, na longa jornada de mais de 500 quilómetros até Santiago. A Via Lusitana nasceu em 2010 pela mão das primeiras pessoas ligadas ao levantamento do caminho de Santiago, entre Lisboa e Porto, em 2003. José Luís Sanches e Natércia Romãozinho deram a cara pela associação, inclusive uma entrevista a O MIRANTE em 2019. Agora, contactada pelo nosso jornal, a Associação Via Lusitana disse não querer comentar o encerramento do albergue dizendo “que é privado” e por isso não “tinham que dar satisfações”. Dados fornecidos pela associação davam conta que em 2018 passaram por Vialonga 1.145 caminheiros.
O albergue de Alpriate nasceu em 2016 e, com o apoio da Câmara de Vila Franca de Xira e da Junta de Vialonga, foi recebendo pequenas obras de melhoria. Nele os peregrinos dispunham de cozinha, duches e camas para dormir. Contactada pelo nosso jornal a Câmara de Vila Franca de Xira disse que para este ano estava previsto o albergue estar encerrado até ao dia 15 de Março, reabrindo e mantendo-se aberto até ao dia 15 de Outubro, “não dispondo de mais informação sobre este assunto”.
Quanto a uma possível alteração da rota de peregrinação, por causa das Jornadas Mundiais da Juventude e das obras que ligam o município de Loures a Vila Franca de Xira, o município também não tem conhecimento. Para já não se sabe se os peregrinos vão deixar de passar em maior número em Vialonga, apesar do investimento feito em sinalética e no próprio caminho. Mas O MIRANTE sabe que os caminheiros não vão ficar sem dormida uma vez que o assunto já está a ser resolvido por outra entidade.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo