Sociedade | 23-01-2023 15:34

Morreu Maria Cheles: a jovem de Abrantes que lutava contra uma fibrose quística

Morreu Maria Cheles: a jovem de Abrantes que lutava contra uma fibrose quística

Jovem de 25 anos convivia com a doença desde os oito anos. Faleceu na sexta-feira, 20 de Janeiro, e era exemplo de superação e vontade de viver.

Abrantes está de luto pela morte de Maria Cheles, a jovem de 25 anos que lutava contra uma fibrose quística desde os oito. Autarcas e dirigentes abrantinos já manifestaram o seu pesar pela morte de uma mulher que consideram ter sido um exemplo de superação e de vontade de viver. Maria Cheles fazia parte da Juventude Mariana Vicentina de Alferrarede desde 2011. A associação de jovens da paróquia de Alferrarede já prestou homenagem a uma "menina frágil, mas sempre muito lutadora".

Maria Cheles teve algumas aparências nas televisões nacionais onde partilhou a história da sua vida e a luta que travava diariamente, desde os oito anos, com uma doença que se manifestava essencialmente nos pulmões, tendo-se expandido depois para o pâncreas. Há dois anos recebeu um transplante pulmonar, mas o seu estado de saúde agravou-se nos últimos tempos, tendo vindo a falecer na sexta-feira, dia 20 de Janeiro.

A fibrose quística é uma doença crónica genética que é passada de pais para filhos. Manifesta-se com maior frequência a nível dos pulmões, intestinos e tubo digestivo e pâncreas e afecta, em todo o mundo, cerca de sete milhões de pessoas. Em Portugal o número ronda os 400 casos, estimando-se que nasçam 30 a 40 bebés por ano com esta condição no nosso país.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1596
    11-01-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1596
    25-01-2023
    Capa Médio Tejo