Sociedade | 04-02-2023 07:00

Cancro da mama é uma doença de mulheres e de homens

Cancro da mama é uma doença de mulheres e de homens

No dia em que se assinala o Dia Mundial Contra o Cancro, 4 de Fevereiro, O MIRANTE recorda uma reportagem da Redacção publicada o ano passado que prova que os homens não estão livres da doença embora as mulheres sejam as mais sacrificadas.

Acontece a um homem em cada mil ser diagnosticado com o tumor maligno da mama tipicamente associado ao sexo feminino. Fernando Sousa foi esse homem. O diagnóstico não foi precoce porque um homem não é alertado para a necessidade de fazer rastreio ao cancro da mama a partir dos 40 anos. Nem quando começou a sentir dores fortes no braço, nem quando o mamilo esquerdo começou a recuar equacionou que pudesse pertencer àquele 1%. “Inicialmente disseram-me que era uma rotura muscular. Fiquei descansado, até ao dia em que no IPO o médico me fez a apalpação e disse: tem cancro e é para tirar já. Comecei a rir, não podia ser. Num homem? Nunca tinha ouvido falar”.

Fernando Sousa foi submetido a uma cirurgia, na qual lhe foi retirado o tecido mamário e os gânglios linfáticos da respectiva axila. “Eram sete da tarde de 23 de Julho de 2012. Há datas que não se esquecem”. Depois vieram as sessões de quimioterapia de duas em duas semanas, para lhe lembrar que a batalha não estava ganha. “Ficava sentado num cadeirão durante três horas” a olhar para outras pessoas que passavam outras tantas horas na mesma posição. “Era o único homem com cancro na mama, às vezes sentia vergonha”. Foram ainda feitas mais 33 sessões de radioterapia que implicaram um internamento no lar do IPO de Lisboa, para evitar viagens até Samora Correia, onde vive.

Já passaram 10 anos desde que o dia em que recebeu o diagnóstico e “só agora” teve alta da vigilância que continuou a fazer. Ficaram as mazelas nos ossos e articulações, a depressão, a reforma por invalidez, mas o cancro da mama, esse foi-se. Hoje, Fernando Sousa, que inicialmente desvalorizou a descoberta deixa um conselho aos homens: “Achamos que nunca nos acontece a nós e não devemos pensar assim. O cancro da mama também é dos homens”. E quando se é esse um em cada mil “é preciso encarar a doença com força, fé, coragem, é preciso agarrar a vida”.

Sete mil novos casos são detectados por ano
Por ser um cancro raro entre homens, a probabilidade de ser diagnosticado numa fase mais avançada é mais elevada, o que consequentemente pode limitar a taxa de sucesso dos tratamentos. Segundo o Instituto Nacional de Estatística há cinco anos morriam em média cinco pessoas por dia de cancro da mama, com os homens a representar 1,7% das mortes. Nos sete mil novos casos de cancro da mama detectados anualmente em Portugal, a Liga Portuguesa Contra o Cancro afirma que a maioria são mulheres, mas sublinha que “o cancro da mama é, também, aplicável a homens”.

Com vários casos de doença oncológica na família, Fernando Sousa pediu a todos que fizessem testes genéticos para ficarem cientes da probabilidade de desenvolverem a doença e poderem agir atempadamente. “Só um dos meus filhos o fez. Os restantes disseram-me que preferiam não saber. Por um lado percebo”, desabafa Fernando, que gosta de ocupar os dias a cuidar da sua parcela de horta comunitária e a fazer artesanato em papel.

Por precaução anda a vigiar um “pequeno problema” na próstata, que para já “não é nada grave”. Planos a longo prazo são algo que deixou de fazer desde a data em que soube do cancro na mama e se despediu “apressadamente” e desnecessariamente da família. Agora “vive-se um dia de cada vez” porque depois do cancro “aprende-se a viver de outra maneira”.

Sintomas de cancro da mama no homem
Todos os seres humanos nascem com tecido mamário e embora o dos homens tenha uma percentagem muito inferior à das mulheres, o cancro pode também neste grupo vir a ser uma realidade. As manifestações podem ocorrer através de alterações no aspecto do mamilo, de nódulos, alterações no tamanho, forma ou pele da mama, descarga mamilar, úlceras mamárias ou erupção cutânea. Se tiver algum destes sintomas é fundamental consultar um médico.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo