Sociedade | 05-02-2023 10:00

Festa pequena em honra de Nossa Senhora da Paz só é possível com trabalho de equipa

Festa pequena em honra de Nossa Senhora da Paz só é possível com trabalho de equipa
Gustavo Dias, Luís Cação e Luís Neves são três dos membros da nova comissão de festas em honra de Nossa Senhora da Paz

Janeiro é o mês de Nossa Senhora da Paz e em sua honra a nova comissão de festas realizou a tradicional Festa Pequena, um momento de convívio, amizade e trabalho de equipa.

24 de Janeiro é o dia da padroeira de Benavente e, como manda a tradição, no fim-de-semana seguinte há que se organizar a festa pequena em sua honra, num trabalho de equipa e de grande espírito de amizade da comissão de festas. Um pouco diferente da sua homóloga de Verão, a festa pequena em honra de Nossa Senhora da Paz caracteriza-se pelas comemorações de âmbito mais religioso. Durante o fim-de-semana de 28 e 29 de Janeiro a tradicional celebração contou com missa em honra dos festeiros falecidos, o acender da fogueira, a procissão das velas e uma amostra de fogo-de-artifício e, como não podia deixar de ser, um baile.
Gustavo Dias, Luís Cação e Luís Neves são os membros da nova comissão de festas em honra da Nossa Senhora da Paz. A fogueira já pronta para ser acendida, os passos mais apressados de um lado para o outro e a rectificação de todos os detalhes marcaram as horas antes do arranque da festa.
Já com alguns meses de trabalho os três elementos, de forma consensual, revelam que a organização das festas, seja a pequena ou a grande, só é possível com trabalho de equipa. “Tomámos posse a 5 de Agosto de 2022 e as nossas responsabilidades começaram logo nesse dia. Só quem já fez parte deste tipo de organizações percebe que as coisas só acontecem com a ajuda de um grupo muito grande de pessoas que estão à nossa volta porque realmente só a comissão não consegue fazer nada sem a ajuda de outros”, afirmam a O MIRANTE.
Ao longo dos meses a comissão vai organizando iniciativas para angariar fundos para a concretização das festas, como o convívio de Passagem de Ano onde conseguiram trazer mais de duas centenas pessoas até ao auditório da vila. “Começamos com as tasquinhas e depois disso temos marcado vários eventos no auditório para trazer pessoas até nós, para conseguirmos ir angariando o capital que precisamos para se fazer as festas”, explica Gustavo Dias, o juiz da festa.
Gratos pela oportunidade de ajudar a preservar uma tradição importante para a comunidade e por estarem a trabalhar em prol da comunidade, alegram-se de ver o contínuo entusiasmo de todos para colaborar. “Esta tradição é muito importante para a comunidade e por isso é que vemos todos disponíveis para colaborar e ajudar, até mesmo por parte das entidades, era impossível fazermos as festas sem estas pessoas todas”, assegura Luís Neves, tesoureiro da festa.

Festa de Agosto já em preparação

Apesar de ainda faltarem muitos meses para o Verão a comissão admite já ter tudo alinhado para que em Agosto possam proporcionar à comunidade uma festa que agrade a todos. O cartaz já está fechado mas ainda não pode ser revelado. “Tentámos que o cartaz de artistas fosse equilibrado, os artistas já estão todos contratados”, afirma Gustavo Dias.
Revelam ainda que tem sido uma aventura intensa mas que vai valer a pena. “Estarmos na comissão a organizar as festas é um ano de sacrifício, de muito trabalho e de muita responsabilidade porque temos que garantir que conseguimos ter tudo preparado e organizado na altura da festa, mas sabemos que no final vai valer a pena porque estamos a fazê-lo pela comunidade e pela tradição”, sublinha Luís Cação, secretário da festa.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo