Sociedade | 19-03-2023 10:00

Vila Franca de Xira quer reflectir o futuro do orçamento participativo

Presidente do município revela que o projecto - que anualmente dava um milhão de euros a projectos escolhidos pela comunidade - vai ser alvo de uma reflexão profunda para o futuro.



Depois de ter ficado suspenso para 2023, agora é a vez do presidente do município de Vila Franca de Xira admitir que o futuro do Orçamento Participativo (OP) vai ser alvo de uma reflexão conjunta para delinear o que será o futuro. Isto numa altura em que foram conhecidos os dez projectos da edição deste ano, referentes a verbas de 2022.

A novidade foi deixada na última reunião do executivo onde Fernando Paulo Ferreira voltou a destacar a necessidade de reflectir sobre o rumo a dar ao programa. “O OP tem sido evolutivo mas vai sofrendo ajustes por via do funcionamento do sistema. A participação das pessoas e entidades vai-se alterando ao longo dos anos e por isso vamos reflectir e ver o modelo que queremos seguir para os próximos anos”, destacou.

O autarca prometeu que os serviços municipais têm feito um esforço para concretizar no terreno as propostas vencedoras com o menor tempo possível e há até a expectativa que o tempo de execução das obras após a sua selecção não seja superior a dois anos.

“A ideia é nos dois anos que se seguem ao conhecimento das propostas vencedoras se possa arrumar e concretizar as diversas propostas. Quando há propostas mais antigas que ficam por executar isso tem impacto financeiro no município para os anos seguintes”, notou.


* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo