Sociedade | 30-03-2023 12:00

Doentes sem família e sem casa ocupam camas nos hospitais da região

Doentes sem família e sem casa ocupam camas nos hospitais da região
Nos últimos dois anos aumentou o número de doentes internados nos hospitais da região por não terem para onde ir

Nos últimos anos aumentou o número de internados com alta nos hospitais da região. Principais razões devem-se à falta de apoio familiar e de vagas em IPSS. Camas poderiam estar ocupadas com doentes a necessitar de cuidados.

Actualmente estão internados com protelamento de alta 14 doentes no Hospital Distrital de Santarém (HDS) e 10 nas três unidades do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), em Abrantes, Torres Novas e Tomar. 18 dos doentes são considerados casos sociais e aguardam institucionalização em ERPI – Estrutura Residencial Para Idosos. Se se comparar os números de 2021 e 2022 confirma-se que houve um aumento do número de casos que, tendo alta médica, continuam internados nos hospitais por não terem para onde ir. Se no caso do HDS o número caiu de 7 para 6 doentes entre 2021 e 2022, no CHMT o número de doentes aumentou de 79 para 96.

Leia a notícia completa na edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo