Sociedade | 07-04-2023 21:00

Utentes de VFX manifestaram-se no Ministério da Saúde

Utentes de VFX manifestaram-se no Ministério da Saúde
Comissões de Utentes do município de Vila Franca de Xira exigem ao Governo a contratação de médicos

Falta de médicos e tempos de espera estão a deixar utentes do concelho indignados. Muitos foram de comboio para Lisboa em protesto.

A falta de médicos de família no concelho de Vila Franca de Xira motivou o protesto das comissões de utentes locais que no sábado, 1 de Abril, fizeram ouvir os seus protestos em frente ao Ministério da Saúde, em Lisboa. Os utentes exigem que o Governo contrate mais médicos de família, enfermeiros e técnicos de diagnóstico. A O MIRANTE António Roque, utente do Forte da Casa, não percebe porque dos oito médicos que existiam não haja nenhum agora. Conta que expôs a situação à direcção da Administração Regional de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo, que o aconselhou a recorrer ao Centro de Saúde da Póvoa de Santa Iria, Centro de Saúde de Azambuja ou Serviço de Atendimento Complementar de Benavente.
Também Manuela Santiago, do Sobralinho, foi mandada para o Centro de Saúde de Alverca uma vez que já não existe qualquer médico no Centro de Saúde de Alhandra. Como não tem médico atribuído em Alverca, optou por continuar a ser acompanhada pelo seu anterior médico de família (reformado) no privado. “Fiz um seguro de saúde para ter comparticipação nas infiltrações aos joelhos. Fui à Cruz Vermelha e o seguro não cobria o tratamento. Paguei do meu bolso 675 euros”, lamenta.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo