Sociedade | 08-04-2023 14:48

Furtos e vandalismo em cemitérios da região

Furtos e vandalismo em cemitérios da região
Foram encontrados vestígios do furto no cemitério de Riachos numa zona de descampado

Nas últimas semanas têm ocorrido vários furtos nos cemitérios do distrito de Santarém, nomeadamente nos concelhos de Torres Novas, Tomar, Constância e Vila Nova da Barquinha. Criminosos atacam pela calada da noite e levam, sobretudo, objectos ornamentais em metais não preciosos. A GNR está a investigar a onda de criminalidade.

Alguns cemitérios do distrito de Santarém têm sido alvo de sucessivos furtos, nas últimas semanas, com os assaltantes a levar lanternas e outros objectos ornamentais em metal não precioso. Os cemitérios de Riachos, no concelho de Torres Novas, de Asseiceira e Peralva, no concelho de Tomar,da Portela, em Constância, da Igreja Nova do Sobral, em Ferreira do Zêzere, e de Praia do Ribatejo, em Vila Nova da Barquinha foram alguns dos afectados pela vaga de furtos e vandalismo que está a indignar as populações e a preocupar os autarcas das juntas de freguesia que têm a competência da gestão dos espaços.

O presidente da Junta de Freguesia de Riachos, António Jorge, foi um dos que apresentou queixa contra desconhecidos na Guarda Nacional Republicana (GNR), depois do coveiro que trabalha para aquela autarquia ter alertado para o estado de vandalismo na parte nova do cemitério, de onde desapareceram cerca de 35 lanternas em metal não precioso durante a madrugada de 23 para 24 de Março.

“Estou indignadíssimo, nunca neste local se tinha passado uma situação destas. De facto há gente sem escrúpulos capaz de tudo”, diz o autarca a O MIRANTE, esperançoso de que os responsáveis possam ser identificados pelas autoridades. Para já foram encontrados vestígios do crime numa zona de descampado, como velas e pedras que serviam de suporte às lanternas metálicas.

Também a Junta de Igreja Nova do Sobral, concelho de Ferreira do Zêzere, lamenta o assalto ao cemitério da freguesia ocorrido na noite de 28 para 29 de Março, “em que foram danificadas campas e furtados diversos bens”. A autarquia aconselha os lesados a apresentar queixa no posto da GNR de Ferreira do Zêzere.

A GNR confirma a O MIRANTE a ocorrência de furtos de objectos em metais não preciosos em vários cemitérios do distrito, sobretudo na zona Norte, e refere que o “fenómeno criminal” está a ser investigado. Fonte oficial acrescenta ainda que os furtos são mais recorrentes em alturas do ano em que as populações vão com mais frequência aos cemitérios, como é o caso da Semana Santa, e que a Guarda tem desencadeado um conjunto de acções que tem permitido diminuir o número de ocorrências do crime de furto em cemitérios.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo