Sociedade | 17-04-2023 18:00

Frente ribeirinha de Vila Franca de Xira vai ficar ligada ao Parque das Nações

Frente ribeirinha de Vila Franca de Xira vai ficar ligada ao Parque das Nações
Em Março foi assinado o auto de consignação que também permitirá avançar com o caminho ribeirinho em Alverca

Ir a pé ou de bicicleta, sempre à beira-rio, de Vila Franca de Xira ao Parque das Nações está prestes a tornar-se realidade. Ligação de Loures à Póvoa de Santa Iria está em curso para ficar pronta a tempo da Jornada Mundial da Juventude.

A partir de Junho o passeio ribeirinho da Póvoa de Santa Iria vai ficar ligado ao troço de Loures e, dessa forma, permitirá unir o concelho de Vila Franca de Xira ao Parque das Nações, em Lisboa. É uma aspiração antiga da comunidade poder caminhar, correr ou andar de bicicleta entre o concelho de Vila Franca de Xira e Lisboa sempre à beira Tejo. E pode até ser uma nova forma de chegar à capital nas deslocações pendulares diárias evitando o comboio e a auto-estrada.
A data agora apontada para a abertura do traçado foi deixada pelo presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Fernando Paulo Ferreira, na última reunião do executivo. “O projecto de Loures já foi compatibilizado com o nosso. Houve esse cuidado da Câmara de Loures a preparar o encaixe, digamos assim, com o nosso passeio ribeirinho”, explicou o autarca. A ideia é que a obra no concelho de Loures fique pronta a tempo de receber a Jornada Mundial da Juventude que se realiza em Agosto.
Apesar das semelhanças com os percursos pedonais no concelho de VFX o traçado no concelho de Loures será diferente devido à presença do Itinerário Complementar 2 (IC2) e exigirá materiais diferentes. “A presença do IC2 ao longo do caminho remeteu o caminho pedonal de Loures da margem para cima do rio. Não é uma continuação arquitectónica do nosso nem faz sentido que assim seja, mas estão absolutamente compatibilizados para serem ligados”, explica Fernando Paulo Ferreira.
A novidade surgiu apenas um mês depois de Vila Franca de Xira ter assinado com a empresa vencedora do concurso público o auto de consignação da construção da primeira fase do parque linear ribeirinho do estuário do Tejo que vai unir a cidade de Alverca ao rio Tejo e daí ao Forte da Casa, Póvoa de Santa Iria e Parque das Nações. “Um momento histórico para Alverca”, como o autarca definiu. Quando tudo estiver concluído os caminhos ribeirinhos em VFX terão 16 quilómetros de extensão. “A expectativa é vir a conseguir unir os 22 quilómetros”, afirmou Fernando Paulo Ferreira.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo