Sociedade | 19-04-2023 07:00

Futuros assistentes hospitalares aprenderam sobre tratamento de esgotos na Chamusca

Futuros assistentes hospitalares aprenderam sobre tratamento de esgotos na Chamusca
Alunos conheceram na Chamusca o funcionamento de uma Estação de Tratamento de Águas Residuais. fotoDR

Iniciativa foi realizada em parceria com a Águas do Ribatejo no âmbito de uma visita de estudo de alunos e professores da Escola Técnica e Empresarial do Oeste.

Três dezenas de futuros técnicos auxiliares de Saúde visitaram na quarta-feira, 29 de Março, a Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da Carregueira/Pinheiro Grande, no concelho da Chamusca. A visita de estudo, integrada na semana de campo das disciplinas de Biologia e Química, teve como objectivo conhecer o sistema de tratamento de esgotos domésticos realizado pela Águas do Ribatejo (AR). É no concelho da Chamusca que está localizado o Eco Parque do Relvão, um dos maiores complexos de tratamento de resíduos do país, que está incluído no roteiro da jornada prática da comitiva de alunos e professores da Escola Técnica e Empresarial do Oeste, situada nas Caldas da Rainha.
Acompanhados dos orientadores Zélia Pisoeiro e Manuel Ferreira, os alunos tiveram oportunidade de seguir todo o processo de tratamento do efluente desde a sua chegada à estação elevatória a montante, onde é realizada uma pré-selecção e onde são retirados os gradados de grandes dimensões e os que não entram no sistema de tratamento da ETAR, nomeadamente toalhetes, panos, roupas e tudo o que é colocado abusivamente na sanita ou no ralo. No concelho da Chamusca ainda existem fossas sépticas cujo efluente retirado com cisternas é descarregado nas ETAR.
Na estação de tratamento, os visitantes ficaram a conhecer todo o processo desde a obra de entrada, desidratação de lamas, até ao encaminhamento final das lamas para valorização do seu potencial fertilizante. A água residual tratada é devolvida à linha de água transparente e cumprindo os valores paramétricos recomendados. E assim se dá vida ao Ciclo Urbano da Água. Na visita de estudo, os alunos tiveram ainda a oportunidade de verificar o teste do cone Imhoff. Com a ajuda de Célia Leandro, técnica responsável pela ETAR, experimentaram esta forma prática de verificar a sedentabilidade das lamas, procurando reproduzir as condições de sedimentação que se verificam no decantador secundário.
Os futuros técnicos auxiliares de Saúde preparam-se para uma carreira exigente que pode passar pelo apoio aos enfermeiros na prestação de cuidados de saúde aos utentes ou na recolha e transporte de amostras biológicas para investigação. O curso prepara ainda a actuação nas áreas da limpeza, higienização dos espaços de cuidados de saúde e no transporte de roupas, materiais e equipamentos em contexto exigente e com normas rigorosas de manuseamento. As visitas a equipamentos com ensaios experimentais integram o plano de cooperação da AR com as entidades ligadas à educação, formação e investigação. A AR tem mais de meia centena de ETAR nos sete concelhos onde assegura o tratamento de águas residuais para uma população de 140 mil utilizadores.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo