Sociedade | 16-05-2023 12:00

Vereador do PS em Santarém, Nuno Domingos, alvo de ataque com linguagem obscena

Vereador do PS em Santarém, Nuno Domingos, alvo de ataque com linguagem obscena
Nuno Domingos não achou piada ao texto que o tinha como protagonista e decidiu apresentar queixa na Polícia

O vereador da Cultura da Câmara de Santarém apresentou queixa na polícia contra o remetente de um e-mail, amplamente difundido, onde Nuno Domingos é alvo de acusações e de linguagem a roçar o obsceno. O autor é um jovem da cidade que diz ser estudante de Direito e responsável por uma editora de livros.

O vereador da Câmara de Santarém Nuno Domingos foi alvo de um ataque em forma de mensagem de correio electrónico, amplamente difundida para endereços de autarcas, funcionários da autarquia e comunicação social, que termina com o que o autarca considera ser uma tentativa de extorsão. A mensagem, remetida em nome de Raul Catulo Morais, um jovem de Santarém que diz ser estudante de Direito e responsável pela Jupiter Editions, contém linguagem a roçar o obsceno e excertos difíceis de interpretar com clareza.
A 3 de Maio, quatro dias depois do e-mail enviado em nome de Raul Catulo Morais para uma série de destinatários, entre eles o presidente da câmara, vereadores e funcionários da autarquia, o vereador Nuno Domingos tornou público que havia apresentado queixa na PSP contra o “emitente do e-mail”, enviando ainda o registo da queixa.
O email, que também chegou à redacção de O MIRANTE, começa com um “Olá, Nuno como está? Não, eu não tenho carros para alugar... Mas tenho vídeos pornos para alugar se quiser onde o senhor vereador aparece, por exemplo, totalmente editado, atenção, tipo em desenho animado na versão juvenil dos Cavaleiros Tecnológicos...”. A mensagem tem como único destinatário o vereador da Cultura, eleito na lista do PS.

O vereador, Marcelo Rebelo de Sousa e o Papa
Fica outro excerto para os leitores terem ideia do conteúdo, sempre com Nuno Domingos na mira: “Antes de mais, foi muito comovente o seu Discurso no Coro... Eu, a Jupiter Editions e o Elefante Jupiter ficámos os três com lágrimas nos olhos... Aliás, os putos programadores da New Disney transformaram logo a cena num episódio da New Disney com uma caricatura excelente do Nuno e com o Elefante a entrar na Igreja da Graça e a chorar e a dar-lhe festinhas com a sua tromba na sua cara... Enfim... Foi mesmo muito comovente... Muito mesmo... Sabia que no Coro da Galiza estava lá infiltrado o tradutor do livro 2080 de Antoine Canary-Wharf? E não viu o tradutor a passar o 2080 ao Marcelo Rebelo de Sousa e o Marcelo Rebelo de Sousa a passar o 2080 ao Papa? Não viu? Senhor Vereador... Onde é que estava com os olhos postos? Onde é que estava com a cabeça??? Nos 8 milhões do Museu Não Sei Das Quantas que está em marcha para a Escola Prática de Cavalaria? Ou nos 200 e tal mil euros no projecto do Museu? É muito dinheiro, não acha? E que tal uma transferênciazinha bancária aqui para a Jupiter Editions?”.
O texto termina dizendo que “a Câmara Municipal de Santarém fechou as portas do Convento à Jupiter Editions por Ordem Maçónica do Rotary, do Lion e do Opus Dei? É que um Caixão foi encomendado à Jupiter Editions e a encomenda parece que veio da câmara municipal... Em Legítima Defesa a Jupiter Editions também encomendou um grande caixão à câmara municipal... Mas com uma Simpática Transferência Bancária, acho que dá para Cobrir os Custos do Cancelamento da Encomenda do Caixão... A Jupiter Editions encomendou o Caixão na Agência Funerária nº666 do Doutor Dmytro Luccyffer. Como é que vai ser, Senhor Vereador? 7.333.333.01€ e não se fala mais nisto? Quer ir jantar? Podemos ir jantar um peixinho à Taberna do Quinzena na mesinha nº6... Gosta de peixinho?”. Seguem-se os dados de um suposto IBAN.

Natural de Santarém e finalista de Direito

O MIRANTE contactou Raul Catulo Morais para confirmar a autoria da mensagem e o que o tinha levado a escrever e tornar público esse texto. Raul Catulo Morais respondeu dizendo: “A “queixa” do senhor vereador Nuno Domingos só pode ser tornada pública com a referência à Jupiter Editions, senão não vale... A queixa tem de ser feita directamente contra a Jupiter Editions porque o email foi publicado no site da Jupiter Editions. Para a melhor notícia e melhor jornalismo do Jornal O MIRANTE, o Jornal O MIRANTE deve fazer a referência de que Raul Catulo Morais fundou a Jupiter Editions por ter escrito 9 obras ao mesmo tempo com 9 pseudónimos em 99 dias e que a câmara municipal silenciou o projecto, querendo matá-lo, só que a Jupiter Editions não morreu e está bem viva da Silva! Sou natural de Santarém e estou no último ano da licenciatura de Direito”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo