Sociedade | 27-06-2023 15:00

Os sons do rio Almonda podem ser ouvidos numa exposição nas Lapas

Os sons do rio Almonda podem ser ouvidos numa exposição nas Lapas
Teresa Lopes, directora do Museu Municipal Carlos Reis, e Júlio Costa, da Colectivo 249

“Monda Sonora: Ressonâncias do Almonda” é uma exposição que explora os sons do rio Almonda e é produzida pelo Colectivo 249. Visa a valorização do património natural e a consciencialização ambiental e está patente até 25 de Junho nas Lapas.

Os passeios ao domingo pela natureza deram origem à pesquisa sonora do rio Almonda, iniciada em 2020, para promover a valorização do património natural e a consciencialização ambiental. O resultado do trabalho desenvolvido pode ser observado na exposição “Monda Sonora: Ressonâncias do Almonda”, organizada pelo Colectivo 249, com o apoio do município de Torres Novas e do Museu Municipal Carlos Reis. A exposição está patente até 25 de Junho na escola primária das Lapas.
O MIRANTE foi conhecer o projecto no dia em que o grupo de Amigos Avós e Netos da Freguesia de Lapas visitou a exposição. O projecto permite que a comunidade explore os sons do rio Almonda em 90 minutos de som captado por microfones específicos direccionais, hidrofones, entre outros. A grande descoberta auditiva e visual da experiência, cuja recolha durou cerca de 80 horas, foi quando estiveram na nascente do rio. A sala da exposição é toda forrada com panos para entrar o mínimo de luz e som possível para que seja perceptível os diferentes sons da natureza.
Júlio Costa, responsável pela exposição, revela que o maior desafio do projecto foi suportar os custos do material tecnológico envolvido uma vez que o Colectivo 249 é uma associação sem fins lucrativos que surgiu, acrescenta, devido à necessidade de reunir forças para o mundo das artes crescer numa zona do país em que a comunidade não revela muito interesse na área. “Ao contrário de Lisboa e Porto o concelho não se envolve frequentemente em actividades relacionadas à arte e é uma forma da comunidade aprender a valorizar a arte contemporânea através da realidade local”, afirma Júlio Costa.
Teresa Lopes, directora do Museu Municipal Carlos Reis, está ligada à cultura há cerca de três décadas e refere que a exposição é uma chamada de atenção sobre a importância do rio e da sua preservação para a comunidade, sendo que, considera, devia de ser mais bem aproveitado. A Câmara Municipal de Torres Novas tem dois projectos relacionados com o rio Almonda: a pista internacional de pesca desportiva e a renaturalização das margens do rio que visam a valorização do Almonda como um corredor ecológico que possibilita a conexão de vários locais do concelho.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo