Sociedade | 30-06-2023 10:00

Políticos contrariam técnicos e aprovam lombas em localidades do concelho de Santarém

Políticos contrariam técnicos e aprovam lombas em localidades do concelho de Santarém

Passadeiras para peões sobrelevadas visam combater a velocidade excessiva em ruas de Alcanhões, Vale de Figueira e Amiais de Baixo. O executivo camarário de Santarém atendeu aos pedidos das juntas de freguesia e não seguiu os pareceres técnicos que consideravam inadmissível essa solução.

A Câmara de Santarém vai colocar passadeiras para peões sobrelevadas (lombas) nalgumas artérias de Alcanhões, Vale de Figueira e Amiais de Baixo, como medida dissuasora do excesso de velocidade. A deliberação do executivo municipal contraria as indicações dos serviços técnicos da autarquia, que socorrendo-se de uma nota técnica da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), consideram inadmissíveis essas soluções, nomeadamente por as vias em causa não terem passeios. “(…) não é admissível a instalação de lomba redutora de velocidade em vias sem passeios ou noutras situações em que seja possível o condutor adoptar uma trajectória que contorne a lomba”, lê-se na informação da Divisão de Planeamento e Projectos que cita a norma da ANSR.

No caso de Alcanhões, a medida vai aplicar-se na Rua D. Duarte de Almeida (que liga a EN3 e na EN365) e a Rua Gil Conceição Escapa, que assegura a ligação entre a Póvoa de Santarém e Alcanhões. Os técnicos referem que a instalação de passagens para peões sobrelevadas pode constituir “uma medida de acalmia de trânsito desenquadrada das características da via”, devido à ausência de passeios mas também, no primeiro caso, devido ao volume de tráfego pesado e à proximidade de habitações, com previsível aumento do ruído produzido pela passagem dos veículos.

A colocação de lombas em Alcanhões foi pedida expressamente pelo presidente da junta de freguesia, Pedro Mena Esteves, que na reunião de câmara elogiou a decisão do executivo municipal que diz ir ao encontro à vontade da população da vila. O vereador do Trânsito, Diogo Gomes, defenbdeu a decisão lembrando que há muitos locais na região onde existem lombas em vias sem passeios. E referiu que os serviços municipais terão agora que fazer o que lhes compete, irem aos locais com os presidentes de junta e apresentarem soluções técnicas,

A União de Freguesias de São Viocente do Paul e de Vale de Figueira também solicitou a colocação de lombas na Rua Dr. Vítor Hugo Semedo e Rua do Campo do Rossio. Tal como nos outros casos, os serviços técnicos do município não concordam com essa solução e afirmam que não têm conhecimento de qualquer estudo de trânsito que indique a viabilidade e instalação de lombas ou de outras medidas de acalmia de tráfego, sugerindo a realização de um estudo que analise a questão das velocidades praticadas e indique quais as medidas mais adequadas para o local.

Em Amiais de Baixo a lomba vai ser colocada junto à escola primária, igualmente a pedido do presidente da junta de freguesia, Duarte Neto. Embora já ali exista uma passadeira, no local é frequente verem-se automóveis a circular com velocidade excessiva. Foi também avaliada a possibilidade de construção de passeios na zona, hipótese com que o presidente da junta não concorda por inviabilizar o estacionamento junto à escola. Por seu lado, os serviços do município reconhecem a necessidade de implementação de medidas de acalmia do trânsito, sugerindo a elaboração de um plano com vista ao reforço da sinalização vertical e horizontal.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo