Sociedade | 12-07-2023 18:00

Presidente dos SMAS de Vila Franca de Xira faz balanço do primeiro ano de mandato

Presidente dos SMAS de Vila Franca de Xira faz balanço do primeiro ano de mandato
O presidente dos SMAS de Vila Franca de Xira, Vítor Moreira, acompanhado do vogal do Conselho de Administração, Rui Carneiro

O presidente dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Vila Franca de Xira, Vítor Moreira, conversou com O MIRANTE sobre o trabalho realizado no primeiro ano de mandato. Estiveram em cima da mesa assuntos como a preocupação ambiental e a forma como a empresa lida com os aumentos na factura dos consumidores.

Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Vila Franca de Xira (SMAS) apresentaram recentemente o projecto Clube do Ciclo. O MIRANTE aproveitou o momento para colocar algumas questões ao presidente da empresa municipal, Vítor Moreira, que completou um ano de mandato no cargo. Vítor Moreira refere que, para além de um reforço dos materiais do Clube do Ciclo, tem havido uma tentativa de evitar com mais eficiência as perdas de água nas condutas sendo que em alguns locais foi possível reduzir a pressão da rede diminuindo gastos. O presidente explica que no ano passado foram implementadas medidas de redução dos horários de funcionamento de fontes ornamentais. Quanto ao preço da factura das famílias garante que o valor não subiu no primeiro escalão tendo-se mantido o valor praticado no ano passado. “Na tarifa social, dirigida a famílias economicamente mais vulneráveis, a água consumida por essas famílias no primeiro escalão é gratuita e há tarifas especiais para famílias numerosas”, acrescenta.
Vítor Moreira afirma que no concelho de Vila Franca de Xira todas as aldeias têm saneamento assegurado, mas que há habitações isoladas que não possuem ligação à rede pública de saneamento e para essas existe uma política de investimentos que contempla uma componente de expansão da rede de saneamento nos locais de mais difícil acesso, onde até agora se tem procedido, segundo o presidente, à limpeza regular das fossas. O presidente dos SMAS revela que os serviços se encontram a renovar as redes de águas em todo o concelho, assim como as redes de saneamento, com particular enfoque na criação de redes separativas, de saneamento e pluvial. Para o ano corrente os SMAS têm previstos cerca de 2,7 milhões de euros para remodelação da rede de saneamento e mais de 1,4 milhões para a remodelação da rede de água. A empresa tem apostado na inovação nas áreas do controlo de perdas de água sendo a telegestão uma realidade dos SMAS e da relação com os clientes, com a aplicação myAQUA, que permite funções como comunicar leituras, receber avisos de suspensão no fornecimento e comunicar problemas relacionados com a qualidade da água, pressão, fugas de água, faltas de água, roturas na via pública, entre outros.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo