Sociedade | 13-07-2023 15:00

Hospitalização domiciliária de Santarém já fez quase 8 mil visitas

Hospitalização domiciliária de Santarém já fez quase 8 mil visitas
Carinho, profissionalismo e qualidade são os atributos principais da equipa do HDS. FOTO – HDS

Nos quatro anos que leva de actividade, a unidade de hospitalização domiciliária do Hospital Distrital de Santarém garantiu cuidados de saúde em casa de 659 doentes. O serviço vai agora ser alargado a alguns lares de idosos.

Ao longo dos quatro anos de actividade, a unidade de hospitalização domiciliária do Hospital Distrital de Santarém (HDS) realizou um total de 7.858 visitas envolvendo 659 doentes. Desde Junho de 2019, quando foi criado esse serviço, os profissionais do HDS percorreram quase 137 mil quilómetros nessa missão. Os dados foram apresentados por Ilda Veiga, enfermeira chefe da unidade, durante a segunda Conferência da Unidade de Hospitalização Domiciliária do HDS.
O coordenador da unidade, Yahia Abuowda, revelou que desde que entrou em funcionamento, em 28 Junho de 2019, a UHD tem permitido que os doentes que reúnem um determinado conjunto de critérios clínicos, sociais e geográficos possam estar internados no conforto do domicílio. A cobertura geográfica dessa resposta tem vindo a ser alargada de forma gradual, assegurando actualmente a prestação de cuidados à população dos concelhos de Santarém, Alpiarça, Almeirim, Rio Maior e Cartaxo.
A presidente do conselho de administração do Hospital Distrital de Santarém, Ana Infante, aproveitou a sessão para agradecer o “profissionalismo, a qualidade e o carinho” com que a equipa trata os doentes, acrescentando que só assim foi possível admitir mais de 600 doentes desde o início da actividade, que vai agora ser estendida a alguns lares de idosos.
Refira-se que o HDS assinou no dia 30 de Junho protocolos de colaboração no âmbito da hospitalização domiciliária com quatro estruturas residenciais para pessoas idosas, nomeadamente a Santa Casa da Misericórdia de Almeirim - Lar de São José, a Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior, o Centro de Repouso e de Lazer Fonte Serrã e o Centro Paroquial de Bem-Estar Social de Rio Maior. O objectivo é evitar que os utentes dessas instituições tenham de ser hospitalizados em determinadas situações e, ao mesmo tempo, prevenir deslocações à urgência do HDS, como referiu Ana Infante, manifestando ainda a vontade que este modelo de funcionamento seja alargado a outras áreas, em particular à pediatria.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo