Sociedade | 21-07-2023 12:00

Tejo Ambiente activa plano de emergência em Fátima até 15 de Agosto

Empresa responsável pelo saneamento e recolha do lixo em Fátima espera um aumento acentuado da produção diária de resíduos nas próximas semanas, decorrente do previsível acréscimo do número de visitantes durante a Jornada Mundial da Juventude e a peregrinação de Agosto.

A empresa Tejo Ambiente, responsável pelo saneamento em baixa e recolha do lixo em Fátima, vai activar um plano de emergência que começa na segunda-feira, 24 de Julho, e termina em 15 de Agosto, no âmbito da Jornada Mundial da Juventude (JMJ). “Naturalmente que, e face às estatísticas que já temos da operação destes dois serviços, mas num período relativamente curto (um a dois dias), aquando das grandes peregrinações que se estendem desde 13 de Maio a 13 de Outubro de cada ano, as atenções da Tejo Ambiente centram-se na forte probabilidade destes números se verificarem diariamente e durante 23 dias”, disse à agência Lusa o director-geral da empresa, José Santos.

A JMJ realiza-se de 1 a 6 de Agosto, em Lisboa, presidida pelo Papa Francisco, que se desloca ao Santuário de Fátima no dia 5. Já nos dias 12 e 13 de Agosto, decorre a peregrinação do migrante e refugiado a este santuário. Segundo José Santos, no que se refere aos resíduos urbanos indiferenciados, vão ser instalados mais 70 contentores, “além dos 55 já existentes na Cova de Iria”.

“Desta forma, mais do que duplicamos a capacidade de retenção e armazenamento de resíduos”, declarou, explicando que esta decisão, com a anuência do Município de Ourém, “é suportada no facto de se ter vindo a registar um aumento progressivo na produção de resíduos urbanos, desde 2020”, naquelas peregrinações.

Exemplificando que “a produção média diária de resíduos urbanos indiferenciados, na semana do 13 de Maio, aumentou 17% relativamente à produção média diária de resíduos urbanos indiferenciados registadas desde Janeiro de 2023”, o director-geral adiantou que “a vigilância da taxa de enchimento desta contentorização será feita diariamente” pelo piquete e as recolhas podem vir a ser feitas duas vezes por dia.

A Tejo Ambiente pode ainda reforçar o número de camiões necessários para acorrer a alguma necessidade extrema ou pico de produção, sendo que o espaço exterior das ilhas vai ser lavado diariamente. Quanto ao serviço de saneamento de águas residuais urbanas, “as acções desenvolvidas foram focadas na manutenção preventiva”. com recursos próprios e subcontratados.

Ainda segundo o diretor-geral, algumas fossas de pavilhões que irão receber os jovens participantes nesta Jornada irão estar também monitorizadas por telegestão e enquanto durar o evento. Já quanto a camiões limpa fossas e desobstrutores, a Tejo Ambiente tem alocadas duas viaturas próprias e mais outras duas viaturas subcontratadas, sendo que também vai estar “isponível uma viatura 4x4, para fazer face a pequenas obstruções de ramais ou redes prediais privadas de hotéis de Fátima.

A Tejo Ambiente explora e gere o Sistema Intermunicipal de Ambiente do Médio Tejo, que agrega os concelhos Ferreira do Zêzere, Mação, Sardoal, Tomar, Ourém e Vila Nova da Barquinha.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo