Sociedade | 28-07-2023 07:00

Obras para converter antigo presídio de Santarém em residência de estudantes só em 2024

Obras para converter antigo presídio de Santarém em residência de estudantes só em 2024
FOTO ARQUIVO

Os serviços e entidades instalados na Casa de Portugal e de Camões vão ter de mudar de local. O edifício da E-Redes junto à Escola Ginestal Machado vai ser alugado para acolher serviços municipais.

As obras de requalificação e adaptação do antigo presídio militar de Santarém, que vai ser transformado numa residência para estudantes, devem começar no início de 2024, se se cumprir a intenção da Estamo, Participações Imobiliárias, S.A., sociedade estatal que é detentora daquele património. Actualmente, o antigo presídio tem a designação de Casa de Portugal e de Camões e tem sido ocupado pela Câmara de Santarém, que ali instalou diversos serviços e entidades que vão ter de mudar de casa. Para já é certa a transferência do Centro de Investigação Joaquim Veríssimo Serrão para um palacete doado ao município nas proximidades do Jardim das Portas do Sol. Na calha está também a mudança da UTIS – Universidade da Terceira Idade de Santarém para o complexo da antiga Escola Prática de Cavalaria (EPC).

Na última reunião de câmara, o presidente do município, Ricardo Gonçalves (PSD), revelou também a intenção de transferir os serviços municipais que funcionam no antigo presídio militar para o edifício da EDP (hoje E-Redes), junto à Escola Secundária Ginestal Machado, para onde podem também devem transitar serviços da câmara que estão na antiga EPC. Para já, essa instalação será em regime de arrendamento, mas o autarca não descarta a possibilidade de aquisição do imóvel da empresa de electricidade.

Em resposta a uma pergunta do vereador Manuel Afonso (PS), Ricardo Gonçalves revelou que a Estamo pretende iniciar as obras no antigo presídio militar no início de Janeiro de 2024. A intervenção no antigo estabelecimento prisional tem financiamento garantido do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) no valor de 6,7 milhões de euros e visa criar alojamento estudantil a custos acessíveis com disponibilização de 204 camas. A data prevista para conclusão da empreitada é 31 de Julho de 2025.


Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1668
    12-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo