Sociedade | 04-08-2023 07:00

Número elevado de acidentes em Tomar é preocupante

Número elevado de acidentes em Tomar é preocupante
Tiago Carrão, vereador na CM Tomar

Frequência dos acidentes no cruzamento da “Pérola do Nabão”, na Rua de Coimbra, em Tomar, foi pretexto para os vereadores da oposição à maioria socialista questionarem sobre medidas previstas para acabar com o problema no concelho.

Depois da ocorrência de mais um acidente no cruzamento designado como “Pérola do Nabão”, na Rua de Coimbra, que resultou em quatro feridos e ao corte do trânsito durante algum tempo, os vereadores do Partido Social Democrata demonstraram a sua preocupação por aquele ser um ponto negro na cidade de Tomar. O vereador Tiago Carrão (PSD) questionou a presidente do município, Anabela Freitas (PS), na última sessão de executivo camarário, que se realizou na segunda-feira, 24 de Julho, sobre se estão a ser estudadas medidas para procurar uma alternativa e evitar que mais acidentes aconteçam.
Anabela Freitas referiu que o município de Tomar tem um estudo realizado em conjunto com as Infraestruturas de Portugal (IP) há cerca de quatro anos, onde foram identificados os pontos negros em todo o concelho, sendo que o cruzamento da “Pérola do Nabão” não está identificado e não está prevista nenhuma intervenção no local. O estudo indica melhorias na sinalização de certos locais que estão a ser realizadas, acrescentou a presidente.
O incumprimento dos limites de velocidade e das regras de trânsito é uma das causas que Anabela Freitas refere como principais factores para a ocorrência de acidentes, acrescentando que têm sido colocados vários radares de velocidade por todas as freguesias do concelho de modo a sensibilizar as pessoas para cumprirem os limites obrigatórios.
Anabela Freitas tem falado algumas vezes em público sobre a elevada ocorrência de acidentes no concelho, que já fizeram algumas vítimas mortais ao longo do último ano. Em sessão camarária em Fevereiro, a autarca disse estar preocupada com a quantidade de acidentes e pediu aos serviços municipais para que seja analisado se existe alguma relação entre os pontos negros existentes no concelho e os dados da protecção civil e da Guarda Nacional Republicana no que diz respeito aos acidentes ocorridos. “Não é normal que todos os dias existam acidentes em zonas espalhadas por todo o concelho. Deve analisar-se o que se pode fazer em relação à matéria de pavimento ou de sinalização”, afirmou a presidente. Um dos últimos acidentes mortais em Tomar vitimou um jovem com cerca de 20 anos numa madrugada de Fevereiro, no IC9.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo