Sociedade | 12-08-2023 07:00

Segurança Social retém parte de reforma e deixa homem na miséria 

Segurança Social retém parte de reforma e deixa homem na miséria 
Segurança Social está a retirar 53 euros a João Almeida Patita, reformado de Minde, concelho de Alcanena, que tem uma reforma de 382 euros

Reformado de Minde ficou a dever algumas contribuições para a Segurança Social devido a negócios que correram mal. A instituição começou a reter-lhe parte da reforma, que agora não chega para a sua sobrevivência.

Em 2021 a instituição começou a reter-lhe uma parte de uma reforma, que é de metade do ordenado mínimo e que nem sequer chega para a sua sobrevivência, para pagamento da dívida. Mesmo depois de o tribunal considerar prescritos os créditos reclamados.

A Segurança Social está a retirar 53 euros a um reformado de Minde que tem uma reforma de 382 euros no âmbito de uma dívida que até foi declarada prescrita pelo tribunal. Mesmo com uma decisão judicial e com dezenas de deslocações ao balcão da Segurança Social de Alcanena e telefonemas para os serviços de Lisboa, João Almeida Patita não consegue fazer parar a retirada do montante, quando numa penhora não se pode retirar qualquer valor se a pessoa tiver um rendimento que não ultrapasse o salário mínimo.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo