Sociedade | 13-08-2023 12:00

Depósito irregular de resíduos às portas de Coruche

Depósito irregular de resíduos às portas de Coruche
Carlos Moita queixa-se de ratos e insectos na Rua de Salvaterra

Terreno municipal na Rua de Salvaterra, usado para depósito de resíduos verdes, está a servir de lixeira a céu aberto. Carlos Moita queixa-se de ratos e insectos à entrada da vila.

Um munícipe que reside na Rua de Salvaterra, em Coruche, paredes meias com o terreno municipal usado para colocar resíduos de espaços verdes, queixa-se da presença de insectos e ratos no espaço. Carlos Moita, 84 anos, pede ao município para não acumular durante tanto tempo relvas, folhas, ramos e galhos provenientes de jardins, quintais e parques, por causa da proliferação de bichos.
Quem circula na estrada nacional, vindo de Salvaterra de Magos, e entra na vila de Coruche, não se apercebe daquele terreno porque o canavial em redor esconde os resíduos. Por isso mesmo as pessoas têm usado aquele local ermo para depositar monos e resíduos de construção e demolição, o que contribui para a insalubridade.
O presidente da Câmara de Coruche, Francisco Oliveira, explica a O MIRANTE que os resíduos verdes são ali colocados temporariamente até serem reencaminhados para compostagem. Mas de forma abusiva, e ultimamente com mais regularidade, as pessoas despejam ali resíduos de obras, pneus e mobílias. “Vamos vedar o espaço e colocar um portão para evitar estas situações. Aquilo não é um aterro nem uma lixeira”, diz o autarca.
A Câmara de Coruche relembra que recolhe gratuitamente até um metro cúbico de resíduos verdes, cobrando uma verba se forem quantidades superiores. Mediante marcação, a autarquia recolhe os monos porta a porta, gratuitamente, para evitar que sejam depositados junto dos contentores e na via pública. A autarquia distribuiu um saco próprio para a colocação de resíduos de construção ou demolição para evitar fazer poluição.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1673
    17-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo