Sociedade | 19-08-2023 15:00

Jardim histórico na Chamusca não tem iluminação há meses

Jardim histórico na Chamusca não tem iluminação há meses
Jardim do Coreto é um dos locais onde crianças se juntam para brincar

O Jardim da República na Chamusca está há vários meses sem iluminação. O espaço, que sempre foi local de convívio para adultos e crianças, está cada vez mais deserto e ao abandono, afirmam moradores.

Alguns moradores que vivem perto do Jardim da República, conhecido popularmente como Jardim do Coreto, situado em pleno centro da vila da Chamusca, queixam-se que o espaço está sem iluminação há meses. O local está actualmente a ser iluminado por algumas luzes de candeeiros situados junto às habitações, mas mesmo esses, segundo os moradores com quem O MIRANTE conversou, não funcionam de forma constante. “Não é normal um espaço que foi sempre muito movimentado, e que faz parte da história da vila, estar no estado em que está, completamente ao abandono”, afirma, pedindo para não ser identificado, um dos populares que utiliza diariamente o jardim.
Outra das pessoas ouvidas pelo nosso jornal fala na insegurança que existe para as crianças que brincam no jardim “completamente às escuras”. “Não se vê praticamente nada. O chão tem zonas com pedras de calçada soltas e altos e baixos. É muito fácil uma criança cair e magoar-se a sério”, alerta, acrescentando que os bancos do jardim também estão mal cuidados e muitas vezes sujos e em mau estado.
“O Jardim do Coreto sempre foi um local de convívio entre gerações e um dos poucos espaços no centro da vila onde as crianças se juntam para brincar. É uma pena um local com tanta história estar neste estado”, afirma outro dos moradores. Com a requalificação urbana que está a ser realizada no centro da Chamusca há vários meses, e que tem motivado várias queixas dos populares pelo estado “caótico” em que está a vila, o Jardim do Coreto também vai sofrer alterações.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1672
    10-07-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo